BUSCAR
BUSCAR
CoronaVac
Rio Grande do Norte recebe primeiras doses de vacina contra Covid-19
Início da campanha de imunização no estado tem início nesta terça, às 10h, com o ato de vacinação simbólica na Escola de Governo
Bruno Vital
19/01/2021 | 04:08

O Rio Grande do Norte recebeu o primeiro lote de vacinas contra o coronavírus na madrugada desta terça-feira (19). As 82.440 doses da CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, desembarcaram no Aeroporto Internacional de Natal à 1h. O início da campanha de imunização no estado tem início nesta terça, às 10h, com um ato de vacinação simbólica na Escola de Governo.

A governadora do estado Fátima Bezerra (PT), que participou de uma cerimônia de entrega simbólica das doses em São Paulo na segunda-feira (18), comemorou a chegada dos imunizantes ao RN. “Não mediremos esforços para que as doses da vacina cheguem o quanto antes a todos os municípios do nosso estado. A previsão é que até o fim do dia todas as Regionais de Saúde recebam suas respectivas doses. Isso é esperança que se torna realidade!”, disse pelas redes sociais.

Após a chegada, o lote foi escoltado pela Polícia Federal (PF) até a Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) em Natal. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), depois do ato desta terça, a continuação da imunização acontecerá dentro de 72 horas, que é o prazo para distribuição das doses pelo interior do estado. As vacinas serão enviadas para sete centrais: Natal, Mossoró, Santa Cruz, Pau dos Ferros, Caicó, João Câmara e São José de Mipibu. A partir das regionais, as doses serão encaminhadas para todos os municípios potiguares.

Ao todo, 41.220 potiguares serão vacinados contra o coronavírus com as 82.440 doses desta primeira etapa. Isso porque a CoronaVac — vacina que teve o uso emergencial aprovado no domingo (17) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) — é administrada em duas aplicações, com intervalo de 14 a 28 dias. Profissionais da saúde e idosos serão priorizados.

A entrega das vacinas acontece após sucessivos atrasos na logística do Ministério da Saúde. A previsão inicial era de que as doses chegassem em solo potiguar às 11h30 na segunda, mas o voo vindo de Guarulhos (SP) acabou sendo remarcado para a madrugada desta terça-feira (19), o que frustrou os planos do Governo do Estado de começar a vacinação simbólica às 17h de segunda. O Ministério da Saúde, responsável pela logística de entrega, também mudou o horário de envio das doses em pelo menos outros 12 estados.

Rio grande do norte recebe primeiras doses de vacina contra covid-19
Carregamento deverá chegar aos municípios em até 72 horas – Foto: Elisa Elsie

RN Mais Vacina

O Governo do RN criou o RN Mais Vacina para monitorar o processo de vacinação contra a Covid-19 no estado. O sistema foi lançado às 12h na segunda-feira (18) e já conta com quase 250 mil cadastros na manhã desta terça. O portal vai registrar a chegada da vacina enviada pelo Governo Federal, a transferência aos 167 municípios e a aplicação que será feita pelas secretarias municipais de saúde.

O registro não é obrigatório, mas é importante para dar transparência e agilizar o processo. O autocadastramento pode ser feito neste link.

Dentro da estruturação do estado para a campanha de vacinação anti-Covid, a governadora Fátima Bezerra anunciou também a compra de mil tablets que serão utilizados nas 711 salas de vacinação ativas nos municípios. O equipamento vai agilizar o cadastramento e o controle da aplicação.

O RN Mais Vacina é resultado de uma parceria firmada pelo governo estadual com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais).

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.