BUSCAR
BUSCAR
Opinião
RN e o “pulo do gato”; leia opinião de Ney Lopes
Hora é de exercitar a criatividade, buscar parcerias, nacionais e internacionais, incrementar pesquisas e acreditar no futuro
Ney Lopes
11/11/2023 | 05:00

O “pulo do gato” é uma expressão popular, que significa criar o próprio sucesso. Aplica-se a busca de alternativas viáveis na economia, a nível individual ou coletivo. Os avanços da indústria tecnológica e de energia abrem caminhos para o RN crescer economicamente, desde que o governo, entidades públicas e privadas, deem o “pulo do gato”, enquanto é tempo. Do contrário, vamos perder as oportunidades, como já perdemos na transnordestina, polo exportador e turístico no Grande Natal, refinaria e agora “patina” o Terminal Pesqueiro Público de Natal.

O RN detém uma das maiores reservas de “lítio” do Brasil, metal raro, que gera grande competição global. Na transição energética, é chamado de “petróleo do futuro” e “ouro branco”, devido ao potencial de substituição do motor a combustão, essencial na fabricação de baterias para carros elétricos.

Além disso, é utilizado no fabrico de celulares, notebooks, indústria farmacêutica (antidepressivos), produção de graxas/lubrificantes, vidros, cerâmica (principalmente no polimento de porcelana), ligas leves e resistentes usadas em aviões comerciais, tanques de combustível, ou formas de soldagem

A produção brasileira de lítio é de 2.200 toneladas ao ano, a quinta maior mundial, mas poderá alcançar a terceira colocação no mundo, que atenderá à demanda crescente da frota de carros elétricos no país. Hoje, a extração do lítio é feita em pedreiras de pequeno e médio porte em Minas Gerais. Em andamento, pesquisas do governo federal na Província Pegmatítica da Borborema, abrangendo o Rio Grande do Norte, a Paraíba e Ceará.

A Agência Internacional de Energia, estima que a demanda global de lítio deverá crescer 40 vezes nos próximos 20 anos, colocando a classificação do minério na mesma categoria do petróleo, para satisfazer as necessidades da mobilidade elétrica, cujo número continua a aumentar. Os automóveis elétricos serão os únicos veículos novos, que poderão ser vendidos na União Europeia, a partir de 2035.

A notícia promissora sobre o futuro da exploração do lítio é a chegada ao Brasil da empresa chinesa BYD, que adquiriu a fábrica da Ford, em Camaçari, na Bahia, e deseja fazer da unidade brasileira uma “vitrine” para América do Norte e Europa. A BYD é a maior exportadora de veículos elétricos chineses e a segunda maior vendedora de veículos elétricos na China. Instalará linha de montagem de baterias de lítio para atender ao mercado externo, além de unidades para a produção de caminhões e ônibus elétricos.

O RN possui recursos minerais de alta qualidade, indispensáveis numa transição para a economia de baixo carbono, tais como, nióbio, lítio, cobre, já identificados na Província Mineral do Seridó. A hora é de exercitar a criatividade, buscar parcerias, nacionais e internacionais, incrementar pesquisas e acreditar no futuro. As oportunidades são como o passar do trem, “se bobear a porta fecha e o passageiro fica”.

*Ney Lopes é jornalista

Policiais civis fazem protesto nesta terça em frente a ALRN
Objetivo é pressionar os deputados estaduais pela aprovação do auxílio-fardamento
16/04/2024 às 11:06
Publicitário diz que é alvo de operação da PF no RN: “Vivemos uma ditadura nesse país”
Ação faz parte da 26ª fase da Operação Lesa Pátria
16/04/2024 às 10:55
Última campanha de vacinação contra Febre Aftosa do RN acontece em abril
A partir de 2025, vacinação poderá não ser mais necessária, desde que a campanha de 2024 alcance a meta de vacinação acima de 90%
16/04/2024 às 10:54
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.