BUSCAR
BUSCAR
Literatura

Descubra a voz da literatura indígena do Rio Grande do Norte

A escritora foi semifinalista do Prêmio Jabuti 2023 na categoria Poesia
Belita Lira
29/05/2024 | 11:41

Em meio às paisagens exuberantes de Baía Formosa, no litoral Sul potiguar, emerge a figura notável de Eva Potiguara, uma mulher indígena do Povo Potiguara Sagi Jacu. Sua jornada, marcada por conquistas acadêmicas e culturais, é um testemunho da força e resiliência de uma mulher dedicada a preservar e promover a riqueza de suas raízes.

A mulher de olhar sorridente é graduada em Artes Visuais, com mestrado e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Ela é professora e pesquisadora influente no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFESP-SEEC). Atuando nos cursos de Pedagogia e Letras, ela molda mentes e corações, inspirando gerações de educadores e escritores.

846d6fea 50d8 4f74 bc13 d9b0fd49e22b
Eva Potiguara é a primeira mulher indígena do RN a ganhar o prêmio Jabuti - Foto: Cedida

Além da rica carreira acadêmica, Eva é a alma por trás da EP Produções, uma produtora cultural que reflete sua paixão pela arte e pela narrativa. Ela é uma escritora prolífica, ilustradora, artista visual e audiovisual, roteirista de curtas e videoclipes, contadora de histórias e articuladora nacional do Mulherio das Letras Indígenas. Como membro ativo de várias academias de Letras no Brasil e em Portugal, incluindo a União Brasileira de Escritores do Rio Grande do Norte (UBE/RN) e a Sociedade dos Poetas Vivos e Afins (SPVA), seus livros infantis e de poesia ganharam reconhecimento internacional, destacando-se na cena literária de ambos os países.

Eva iniciou sua carreira literária com o livro de poesia “Do Casulo à Borboleta” em 2017, uma obra que celebra a autodescoberta. Este livro, que segue para sua terceira edição pela IMN Editora de São Paulo, simboliza a jornada pessoal de Eva e sua capacidade de se reinventar. Seu primeiro livro infantil, “Gatos Diversos” (2019), é uma obra lúdica e educativa, destinada a inspirar a conscientização ambiental nas crianças, reforçando seu compromisso com a formação das futuras gerações. Em 2022, Eva lançou “Abyayala Membyra Nenhe’gara: cânticos de uma filha da Terra”, um livro que foi semifinalista do Prêmio Jabuti 2023 na categoria Poesia. Esta obra é um tributo à Terra e às vozes ancestrais, um eco da alma indígena que ressoa através das páginas.

Ainda durante a pandemia da Covid-19, Eva Potiguara, inspirada por conversas com a escritora Maria Valéria Rezende, fundou o Mulherio das Letras Indígenas em 2021. Este movimento nasceu como resposta aos ataques racistas e à falta de visibilidade enfrentada por Eva e outras escritoras indígenas.

O projeto visa criar uma plataforma de resistência e expressão para mulheres indígenas, destacando a ancestralidade e descolonização na literatura. Em 2022, o Mulherio das Letras Indígenas lançou seu primeiro edital, permitindo a participação gratuita de mulheres indígenas de todas as idades e contextos.Este projeto inovador e inclusivo promoveu a literatura indígena sem custos para as participantes, desafiando as barreiras financeiras que frequentemente limitam a publicação de obras indígenas.

O ano de 2023 trouxe desafios pessoais para Eva, ao ser diagnosticada com câncer, porém, mesmo diante da adversidade, ela continuou a trabalhar incansavelmente em seus projetos literários. Com a coordenação de Vanessa Guaranique, o Mulherio das Letras Indígenas foi inscrito no Prêmio Jabuti na categoria Fomento à Leitura, alcançando um lugar entre os cinco finalistas.

Eva também teve seu livro de poesia “Abyayala Membyra Nenhe’gara” entre os dez finalistas na categoria Poesia do mesmo prêmio. Para Eva, esses reconhecimentos são mais do que meras honrarias. Eles representam uma forma de reparação histórica para a literatura indígena, que ainda luta para encontrar seu espaço no Brasil. Com menos de 1% das publicações no país sendo de autoria indígena, Eva destaca a importância de romper as barreiras do racismo institucional e estrutural, criando oportunidades e visibilidade para escritores indígenas.

Eva Potiguara continua a inspirar e liderar o movimento literário indígena, promovendo uma literatura que celebra a resistência, a ancestralidade e a diversidade cultural dos povos indígenas. Seu trabalho como escritora, educadora e ativista cultural é um testemunho de sua dedicação e paixão pela literatura e cultura indígena, deixando um legado duradouro para as futuras gerações. Eva é, sem dúvida, um ícone da literatura brasileira, um personagem valioso de se conhecer, uma voz que ressoa com a força de suas raízes e a beleza de sua ancestralidade.

MPRN abre seminário sobre mudanças climáticas no semiárido e litoral do RN
Evento acontece de forma híbrida, presencial e virtual, no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça
13/06/2024 às 21:17
Polícia desmantela tráfico de drogas e prende cinco homens em Tibau do Sul
Entre os suspeitos, havia um foragido do Estado do Ceará, acusado de homicídio e tráfico de drogas
13/06/2024 às 19:09
Polícia prende mulher por roubar equipamentos hospitalares em Pau dos Ferros
Segundo as investigações, a mulher e o seu parceiro são responsáveis por roubar dois estabelecimentos comerciais,
13/06/2024 às 18:45
Setor de reciclagem atinge 22 mil empregos no RN e projeta crescimento de 20% até 2025
Informações foram divulgadas durante a abertura do 3º Fórum de Reciclagem de Resíduos Sólidos do RN, nesta quinta-feira 13, na FIERN
13/06/2024 às 18:06
Homem suspeito de matar amigo na Grande Natal é preso na Paraíba
De acordo com a investigação, o detido e a vítima eram amigos e discutiram em conveniência de Ceará-Mirim
13/06/2024 às 17:06
Polícia Civil prende dois homens por roubo de carro na Zona Leste de Natal
Crime ocorreu por volta das 15h15 do dia 6 de abril de 2024
13/06/2024 às 16:52
Confira as atrações do Mossoró Cidade Junina desta quinta-feira 13
Na Capela de São Vicente de Paulo, o espetáculo ‘Chuva de Bala no País de Mossoró’ é exibido a partir das 21h
13/06/2024 às 16:18
Feira do Milho 2024 une tradição e cultura na Agricultura Familiar
Com expectativa de movimentar este ano R$ 2,5 milhões, a feira segue até o dia 7 de julho
13/06/2024 às 15:34
Congresso reúne gestores e profissionais para discutir atenção à saúde no RN
Governadora Fátima Bezerra presidiu abertura do evento coordenado pela Sesap
13/06/2024 às 15:18
Projeto Festival Sinfônico realiza ações de formação para 120 jovens em cinco cidades do RN
Em cada uma das cidades acontecerá uma programação de uma semana, com concertos, recitais, aulas coletivas e individuais e masterclasses
13/06/2024 às 14:29
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.