BUSCAR
BUSCAR
Covid-19
Reações adversas à cloroquina disparam 558% durante a pandemia
Ao menos nove mortes foram notificadas desde março de 2020, segundo levantamento realizado por jornal
Metrópoles
05/04/2021 | 17:12

O uso de cloroquina e hidroxicloroquina como tratamento contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, fez com que aumentassem, significativamente, as notificações de efeitos adversos desses medicamentos.

Levantamento do jornal O Globo revela que os números dispararam, em comparação com o ano anterior. Ao menos nove mortes foram registradas, todas após março de 2020. No caso da cloroquina, o índice de crescimento das notificações por efeitos adversos foi de 558%.

Os dados são baseados em informações do Painel de Notificações de Farmacovigilância mantido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo a reportagem, o aumento também foi registrado em relação a outros medicamentos do chamado “kit Covid”, composto por remédios sem eficácia comprovada contra a Covid-19.

Cloroquina é o principal fármaco defendido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como tratamento precoce, mesmo não havendo comprovação de eficácia garantida (foto em destaque).

Uma comparação entre os dados de 2019 e 2020 mostra, também, a mudança no ranking das substâncias mais notificadas.

Em 2019, a cloroquina ocupava a sétima posição na lista de medicamentos responsáveis por notificações de efeitos adversos. No ano seguinte, essa medicação passou ao primeiro lugar no rol.

As notificações por efeitos adversos associados ao uso da cloroquina saíram de 139 em 2019, para 916 em 2020 – uma variação de 558%.

Do total de eventos adversos notificados, 96% se concentram no Amazonas, um dos estados que mais sofreram com a pandemia. Entre os principais efeitos adversos notificados, estão: distúrbios dos sistemas nervoso, gastrointestinal, psiquiátrico e cardíaco.

Efeito adverso é uma reação inesperada do paciente após receber uma medicação específica. Essas notificações podem ser feitas por empresas, profissionais, serviço de saúde ou pelos próprios pacientes.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.