BUSCAR
BUSCAR
Entrevista
“Quem decide é o médico”, diz Jaime Calado sobre usar cloroquina
Médico sanitarista opinou sobre o uso da hidroxicloroquina, variação da cloroquina, no tratamento do novo coronavírus e criticou politização
Redação
09/06/2020 | 05:00

O médico sanitarista Jaime Calado defendeu nesta segunda-feira (8) que a decisão sobre usar ou não a hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com a Covid-19 seja dos médicos, e não de políticos.

O medicamento, uma variação do composto cloroquina, é usado há décadas no combate à malária. Aqui no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro é o principal defensor de que a utilização seja ampliada para combater o coronavírus, embora não haja estudos que comprovem a eficácia. Médicos afirmam que o medicamento traz efeitos indesejados especialmente para cardiopatas.

“Cada paciente é único. Só quem pode decidir sobre a medicação é o médico. Eu vejo uma celeuma muito grande. O médico é quem decide. Imagine que o paciente quer tomar e o médico põe o estetoscópio e vê que ele tem arritmia cardíaca ou alguma alteração. Claro que o médico não passa para ele”, contou ele, em entrevista à Rádio Agora FM (97,9).

O médico afirmou que não condena quem utiliza o medicamento.
“Não chamaram quem vai chutar a bola, que é o médico. Nem o presidente nem o Supremo Tribunal Federal podem determinar. Só quem pode passar aqueles medicamentos prescritos é o médico. Não censuro o médico que passa cloroquina nem o que não passa. É como diz a lei. Está um desespero mundial. Não censuro uma pessoa leiga que quer se salvar e salvar um parente. (Quem precisa) Procura até um curandeiro. Até passar esse pico, temos que manter o isolamento social”, recomendou.

Na última sexta-feira (5), Jaime Calado oficializou sua saída do cargo de secretário estadual de Desenvolvimento Econômico.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.