BUSCAR
BUSCAR
Guia
Qual é o jeito certo de fazer chá? A ciência responde
A discussão sobre a melhor maneira de fazer a infusão de chá se transformou em um conflito monumental nas redes sociais, com embaixadores americanos e britânicos dando suas opiniões — até o Exército britânico foi convocado para explicar a técnica “correta”
CNN
09/08/2020 | 08:21

O guia para fazer chá que uma americana postou no Tik Tok em junho — e que viralizou — deixou aterrorizados os ingleses, famosos entusiastas da bebida. Principalmente por causa do uso do micro-ondas para esquentar a água no lugar de uma chaleira.

A discussão sobre a melhor maneira de fazer a infusão de chá se transformou em um conflito monumental nas redes sociais, com embaixadores americanos e britânicos dando suas opiniões — até o Exército britânico foi convocado para explicar a técnica “correta”.

Agora os cientistas entraram no debate, aparentemente confirmando o que muitos ingleses sabiam instintivamente por décadas: esquentar a água no micro-ondas não é a mesma coisa.

Aparelhos de micro-ondas fervem os líquidos de forma desigual, fazendo com que o líquido no topo do recipiente fique muito mais quente do que na base, afirmou um time de pesquisadores chineses. O estudo foi publicado na terça-feira (4) na revista científica AIP Advances, do Instituto Americano de Física.

Normalmente, quando um líquido está sendo aquecido, a fonte de calor — um fogão ou uma chaleira elétrica, por exemplo — esquenta o recipiente de baixo para cima, e o processo de convecção faz com que o líquido na base seja aquecido, fique menos denso e suba para o topo, permitindo que a parte mais fria do conteúdo tenha contato com a fonte de calor. Isso resulta em uma temperatura uniforme em todo o recipiente.

Entretanto, em um micro-ondas, a fonte de calor está espalhada por todo o aparelho, então o processo de convecção não ocorre.

Mas os fãs do micro-ondas não baixaram a cabeça. Cientistas na Universidade de Ciência Eletrônica & Tecnologia da China (UESTC) afirmam ter encontrado a solução para esse problema. 

Eles confeccionaram uma placa feita de prata que se encaixa na xícara e que seria capaz de bloquear o efeito das micro-ondas no topo do líquido. A prata atua como um guia para as ondas de calor, reduzindo o campo elétrico no topo e impedindo o aquecimento, resultando em uma temperatura mais uniforme.

Apesar de o objeto contrariar a sugestão universal de não colocar metais em um aparelho de micro-ondas, Baoqing Zeng, um dos autores da pesquisa, disse que “é seguro”.

“Projetamos cuidadosamente a estrutura metálica em tamanho apropriado”, disse Zeng, professor de ciência eletrônica e engenharia na UESTC. Ele afirma que a borda metálica “está localizada em um campo de pouca força, onde ela pode evitar reações drásticas”. “Então, é uma área segura.”

Isso coloca um fim ao debate? Na verdade, essa parece ser apenas uma das batalhas na guerra.

Enquanto as chaleiras podem aquecer a água mais uniformemente, uma outra pesquisa científica mostrou que o micro-ondas pode potencializar benefícios da composição dos chás, como catequinas e cafeína.

Então quem está certo, fãs de chá? Uma xícara quentinha por igual ou uma que mantenha o estado de alerta por mais tempo?

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.