BUSCAR
BUSCAR
Violência
Projeto de Lei quer criar programa para combater o feminicídio em Natal
Entre as medidas previstas na matéria estão o acompanhamento às sobreviventes de tentativas de feminicídio, a garantia de condições trabalho às mulheres em situação de violência, a formação de servidores nas áreas de segurança, entre outros
Redação
08/03/2022 | 10:56

Três casos de assassinatos brutais de mulheres por motivos passionais chocaram a população da Grande Natal nas duas últimas semanas. Segundo os dados do Atlas da Violência 2021, o nosso estado foi uma das 14 unidades da federação onde esse tipo de crime aumentou.

No sentido de reforçar os instrumentos contra essa modalidade de violência de gênero, a vereadora de Natal, presidenta da Comissão de Direitos Humanos e da Frente Parlamentar da Mulher, Divaneide Basílio (PT), apresentou, na semana passada, um projeto de lei para criar o Programa de Enfrentamento ao feminicídio em Natal.

Trata-se de um conjunto de mais de 35 ações que estabelecem protocolos de atendimento às mulheres em situação de violência na capital potiguar.

Entre as medidas previstas na matéria estão o acompanhamento às sobreviventes de tentativas de feminicídio, a garantia de condições trabalho às mulheres em situação de violência, a formação de servidores nas áreas de segurança, saúde, assistência social e promoção de campanhas educativas permanentes.

“Essa iniciativa faz parte de uma série de ações que o nosso mandato está promovendo e vai apresentar agora em março, mês da mulher, no sentido de reforçar a rede de proteção e a promoção de políticas públicas que garantam a nossa vida”, explicou a parlamentar“

O projeto de lei segue para tramitação nas Comissões legislativa da Câmara Municipal de Natal e a expectativa é que a PL venha para votação até o final do ano.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.