BUSCAR
BUSCAR
Medida
Professores da rede municipal de Natal discutem ensino remoto
A formação realizada de forma online e com a participação de 207 professores, contou com a palestra da professora doutora Cláudia Santa Rosa, diretora executiva do Instituto de Desenvolvimento da Educação
Redação
12/02/2021 | 09:46

O Núcleo de Alfabetização com Todas as Letras (NAC) da Secretaria Municipal de Educação de Natal deu início, nesta quinta-feira 11, o retorno das atividades de formação continuada dos professores dos Anos Iniciais (1º ao 3º ano do Ensino Fundamental).

A formação realizada de forma online e com a participação de 207 professores, contou com a palestra da professora doutora Cláudia Santa Rosa, diretora executiva do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE/ RN).

De acordo com a coordenadora do NAC, Régia Silvestre, e assessora pedagógica do Departamento de Ensino Fundamental da SME, a atividade faz parte do Projeto de Extensão – Formação de professores alfabetizadores: possibilidades de “alfaletrar” as crianças em tempos de/pós pandemia.

O projeto é fruto da parceria da Secretaria Municipal de Educação de Natal com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

“Estamos retornando as nossas atividades do projeto de extensão, considerando que o retorno às aulas será no formato remoto, então, resolvemos iniciar nossa formação trazendo esse tema tão importante para o centro de nossas discussões”, ressaltou a professora Régia Silvestre.

Durante o encontro, a professora Cláudia Santa Rosa conversou sobre o tema “Retorno às aulas no ensino remoto. Como planejar?” e compartilhou com os professores da Rede Municipal, sua experiência como professora com o ensino remoto na Escola Estadual Doutor Manoel Dantas, situada no bairro Tirol.

“Realizamos um trabalho de busca dos números de telefone dos pais das crianças, e em seguida, criamos cinco grupos, de acordo com a organização que os alunos estão na escola. As aulas acontecem de segunda a sexta”, contando que as aulas das crianças estão acontecendo por meio de atividades sistemáticas diárias chamadas “aulinhas virtuais”, por meio da ferramenta de WhatsApp.

Segundo a professora o alcance foi de cerca de 95% das crianças, pois 5% dos pais rejeitaram o formato remoto. Paralelo às aulas diárias pelo WhatsApp, também são entregues atividades impressas a cada 15 dias para o aluno realizar.

“Fomos construindo estratégias para incluir todas as crianças e realizamos um trabalho muito forte de parceria com as famílias e alunos para se adaptarem ao novo modelo de aulas”, afirmou a professora Cláudia Santa Rosa.

Os alunos da rede pública de ensino, tanto da municipal quanto da estadual, estão sem aulas presenciais deste março do ano passado, quando a pandemia da Covid-19 se tornou uma realidade no País

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.