BUSCAR
BUSCAR
Economia

Presidente interina da Petrobras demite 20 assessores de Jean Paul

Nova direção da petroleira trata as demissões como naturais e necessárias e chama de “procedimento padrão”
Redação
18/05/2024 | 08:05

A presidente interina da Petrobras, Clarice Coppetti, começou a desligar os assessores especiais e gerentes-executivos da órbita pessoal do ex-CEO Jean Paul Prates, que deixou a empresa na última terça após ter sido demitido por Luiz Inácio Lula da Silva.

Até agora foram pelo menos 20 assessores e executivos com status de diretor e gerente, todos pessoalmente ligados a Prates. Na quarta-feira, quando o conselho oficializou a saída do CEO e Coppetti foi confirmada como interina, já tinham sido destituídos dos cargos o diretor financeiro, Sergio Caetano Leite, e o gerente-executivo de Relações Institucionais, João Paulo Madruga.

Jean Paul diz que está “triste” com saída da Petrobras e não dá certeza se continua no PT - Foto: José Aldenir/Agora RN
Presidente interina da Petrobras demite 20 assessores de Jean Paul - Foto: José Aldenir/Agora RN

A nova direção da petroleira trata as demissões como naturais e necessárias. A assessoria de imprensa da Petrobras afirmou que se trata de um “procedimento padrão”. A companhia disse ainda que eram 20 os assessores ligados a Prates, embora aliados do ex-CEO contabilizem 40 assessores ao todo na presidência.

Parte desse pessoal, cerca de 10 funcionários, foi indicada por políticos do PT e também pela Federação Única dos Petroleiros, a FUP. A tendência é que não sejam demitidos, uma vez que deram apoio nos bastidores à indicação de Magda Chambriard, que vai assumir o comando da Petrobras no lugar de Prates.

Haddad diz que demissão na Petrobras é “natural”

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta sexta-feira 17 que é “natural” que haja trocas na presidência da Petrobras e que a demissão de Jean Paul Prates do comando da petroleira foi uma escolha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Haddad negou também interferência de ministros na tomada de decisão. Jean Paul Prates foi demitido do comando da estatal nesta semana. A decisão aconteceu após meses de desgaste entre Prates e os ministros Alexandre Silveira (Minas e Energia) e Rui Costa (Casa Civil).

“O que teve na Petrobras, regra geral, é (que o presidente é) quase um ministro. É uma pessoa que tem que ter uma relação muito próxima ao presidente da República, é a maior companhia do país. É estratégica por várias razões, então é natural que possa haver uma troca a depender do julgamento do chefe do Executivo”, disse o ministro para jornalistas no ministério da Fazenda.

Ele acrescentou: “Como foram em todas as ocasiões em que Lula presidiu o Brasil, foi uma escolha muito pessoal dele, sem interferência de ministros. Como, nesse caso, também aconteceu. Não houve interferência de ministros, ao contrário do que vem sendo veiculado. Não aconteceu isso, foi uma escolha pessoal dele”.

O argumento do grupo de Costa e Silveira no embate com Prates era de que o antigo presidente não estava entregando os resultados da Petrobras que eram esperados pelo governo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Loterias Online da Caixa têm instabilidade em dia da Quina de São João
Nas casas lotéricas, as apostam ocorreram normalmente
22/06/2024 às 17:59
Caruaru comemora festa junina com 72 dias de programação
Festejos só terminam em 29 deste mês
22/06/2024 às 17:54
Surfistas potiguares têm pertences furtados após quarto de hotel ser invadido no Peru
A dupla recebeu apoio da federação local de surfe do Peru (Fenta), que providenciou um advogado e registrou um boletim de ocorrência
22/06/2024 às 17:15
Mega-Sena pode pagar hoje R$ 86 milhões
Apostas devem ser feitas até as 19 horas
22/06/2024 às 16:13
Quina de São João sorteia prêmio de R$ 220 milhões neste sábado 22
Apostas podem ser feitas até as 19h de hoje; não perca esta oportunidade
22/06/2024 às 10:45
Professores de pelo menos 25 universidades decidiram pelo fim da greve
Interrupção da paralisação não significa o retorno imediato às aulas
21/06/2024 às 21:34
Total de sindicalizados em 2023 alcança menor patamar desde 2012
Na comparação com 2022, houve queda de 7,8%
21/06/2024 às 21:24
Concurso da PF: sindicato prevê edital até 2025 com tecnólogo
Além disso, o presidente do sindicato revelou que o curso de tecnólogo ainda é aceito para o concurso da PF para perito criminal
21/06/2024 às 19:20
STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho.
21/06/2024 às 18:14
Sites que vendem celular irregular podem ter multa de até R$ 6 milhões
Plataformas terão de informar código de homologação do telefone
21/06/2024 às 17:19
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.