BUSCAR
BUSCAR
Presidente da CPI faz apelo para Bolsonaro se vacinar contra Covid-19
Defesa da imunização foi realizada nesta terça-feira 22 durante oitiva da comissão com ex-ministro Osmar Terra (MDB-RS)
R7
22/06/2021 | 15:37

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), fez um apelo nesta terça-feira 22 para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se vaga contra Covid-19.

“Eu já fiz um apelo e vou fazer novamente. E eu quero que você (Osmar Terra) faça esse apelo ao presidente. O presidente precisa nos ajudar a se vacinar e ele precisa se vacinar para dar exemplo. Ele precisa fazer isso ”, afirmou Aziz.

“Não é uma questão política: eu contra o presidente e ele contra mim. Agora é o momento de unificar ”, acrescentou.

A defesa da imunização do executivo contra o coronavírus foi realizada durante a oitiva da comissão com o ex-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), suspeito de participar do gabinete paralelo, estrutura de aconselhamento ao presidente sobre questões relativas à pandemia fora do Ministério da Saúde.

A existência do gabinete paralelo é um dos principais focos de investigação do momento da CPI da Covid no Senado, que investiga ações e omissões do governo federal, estados e municípios na gestão da pandemia.

Em 1º de abril, o presidente da República afirmou que ainda irá decidir se vai se vacinar ou não contra a covid-19. Em transmissão pelas redes sociais, o titular do Executivo argumentou que já contraiu o vírus e, por isso, iria decidir sobre sua imunização quando o “último brasileiro para vacinado”. Dois dias depois, admitiu a possibilidade de se vacinar. Bolsonaro completou 66 anos no dia 21 de março.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.