BUSCAR
BUSCAR
Estelionato
Polícia do RN combate golpe que gerou prejuízo de R$ 15 mil a idosa
Três pessoas do RN são suspeitas de ter participado do crime
Redação
11/12/2023 | 12:15

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) deram apoio logístico e operacional, nesta segunda-feira 11, à Delegacia de Estelionato e outras fraudes de Cuiabá, da Polícia Civil do Mato Grosso (PCMT), durante a Operação “Falsum Auxilium”. As ações foram deflagradas nos estados do RN, da Paraíba e de Alagoas.

No decorrer das diligências, foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e sete mandados de busca e apreensão em Parnamirim, São José do Mipibu e no município paraibano de Guarabira, que resultaram na apreensão de aparelhos eletrônicos, cartões e de dois veículos. De acordo com as investigações, três suspeitos do RN, investigados desde março deste ano, teriam cometido estelionato mediante fraude eletrônica contra uma idosa residente em Cuiabá, capital do Mato Grosso.

Na ocasião, um aparelho foi utilizado para reter o cartão da vítima em um caixa eletrônico localizado em um shopping. Em seguida, outros suspeitos, fingindo serem vítimas do mesmo problema, ofereceram auxílio à idosa para um suposto contato telefônico com o banco. No entanto, ligaram para outro membro do grupo criminoso, o qual obteve da idosa as suas informações bancárias. Posteriormente, estas teriam sido utilizadas pelos suspeitos para a realização de saques e compras online.

A vítima sofreu um prejuízo de R$ 15.112,50 (quinze mil cento e doze reais e cinquenta centavos). Ainda segundo as investigações, o grupo teria cometido o mesmo crime em outros estados, sendo presos no Piauí e no Maranhão também por furto qualificado mediante arrombamento de caixa eletrônico. Ademais, há indícios da existência de uma organização criminosa voltada para esses tipos de crime. O material apreendido durante a operação será analisado no âmbito da investigação para a identificação de outros suspeitos e para a total elucidação dos fatos.

Também participaram da operação equipes da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, Polícia Civil da Paraíba (PCPB), e do Grupo de Operações Especiais da Paraíba e Diretoria de Inteligência Policial – DINPOL, da Polícia Civil de Alagoas (PCAL).

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.