BUSCAR
BUSCAR
Intenção
Prefeito eleito de Macau, Túlio Lemos diz que cidade precisa ser industrializada
Segundo Túlio, Macau tem muitas riquezas naturais, mas que precisam ser potencializadas e transformadas em benefícios para a população
Aldemir Neto
21/12/2016 | 15:30

Túlio Lemos (PSD), prefeito diplomado de Macau disse, em entrevista ao Portal Agora RN, que a cidade ainda precisa passar por um processo de industrialização. Segundo Túlio, Macau tem muitas riquezas naturais, mas que precisam ser potencializadas e transformadas em benefícios para a população, o que, na sua visão, não foi feito até hoje.

“Visitamos os órgãos de controle e fiscalização mostrando que queremos fazer uma gestão diferenciada. Queremos fazer uma parceira com o Ministério Público, e com a Justiça”, afirmou o prefeito diplomado. De acordo com Túlio, sua ideia para a cidade é reduzir custos, e tentar fazer com que haja aumento na arrecadação. “Precisamos passar uma imagem diferente de Macau para o Estado, para novos investidores”, disse.

Assumindo a chefia do Executivo Municipal a partir de 1º de janeiro, o jornalista espera conseguir contornar a atual crise enfrentada em todo o país. “A cidade está em uma situação de quase caos. Os serviços não funcionam, as escolas estão sem merenda, a saúde está desabastecida, os pagamentos de salários estão atrasados”, afirmou.

Ainda em entrevista ao Portal Agora RN, Túlio Lemos disse que tem uma boa perspectiva para 2017. “A gente vai fazer uma espécie de enxugamento e corrigir distorções. Na folha [de pagamento], nos contratos de locação de veículos e imóveis… Precisamos fazer uma gestão diferente, para que Macau possa respirar, fazendo sobrar um pouco mais de recursos para investimento”, finalizou.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.