BUSCAR
BUSCAR
Dinheiro
Prefeito de Parnamirim pede regime de urgência para empréstimo de R$ 100 milhões
Com os recursos, é pretendido, entre outras coisas, destinar R$ 13 milhões para a construção de novo centro administrativo do município
Redação
08/07/2021 | 14:09

Vereadora de oposição que vem denunciando problemas nos serviços públicos de Parnamirim, a vereadora Fativan Alves (PV) se pronunciou, na sessão plenária desta quarta-feira 7 contra um Projeto de Lei (162/2021) de iniciativa do poder executivo municipal – de grande impacto no comprometimento financeiro e orçamentário da cidade – e que chegou à Câmara Municipal no dia 28 de junho e já tem requerimento desta segunda-feira 5, da Prefeitura, solicitando tramitação em regime de urgência: para autorização de um empréstimo de R$ 100 milhões para várias ações.

Após fazer uma ampla explanação dos últimos problemas que identificou nas redes públicas de ensino e de saúde, com destaque para a falta de ultrassom, uma sala apropriada para o funcionamento de um raio-x que se encontra no depósito da Secretaria de Saúde e uma série de falhas nos serviços de Unidades Básica de Saúde, a parlamentar questionou as finalidades apresentadas pela Prefeitura para o dinheiro que pretende pegar emprestado.

Segundo a vereadora, a Prefeitura justifica de solicitação desse credito apontando onde pretende aplicar os recursos: R$ 13 milhões para a construção de novo centro administrativo do município; R$ 10 milhões para urbanização de parques e centro da cidade; R$ 48 milhões para pavimentação, recapeamento e obras de drenagem; R$ 17 milhões para projetos de modernização das secretarias de Tributação e Serviços Urbanos; R$ 5 milhões no ramal turístico a Rota do Sol (Pirangi) e R$ 6 milhões para a construção de binário em Nova Parnamirim.

“Senhores vereadores, o centro administrativo existente foi concluído em 2014. Será que no momento que estamos vivenciando é hora de construir outro diante de todo esse relato de problemas que fiz agora? Será que a cidade de Parnamirim está necessitando de urbanização agora? Quem está nessa casa legislativa desde a legislatura passada, sabe que fizemos vários créditos suplementares para essa questão da drenagem, até porque a gente teve superávit de R$ 80 milhões de reais no ano passado.
Também entendemos que a modernização dos órgãos é importante, mas será que é momento adequado? E olha a importância que ele dá ao turismo do nosso município”, esbraveja.

Diante de tudo que falou e das ações pretendidas pelo prefeito, Fativan questiona: “é essa a necessidade do nosso povo? Se um simples ultrassom, a gente não tem? Se temos vários serviços funcionando em prédios locados, quando temos antiga UPA sendo invadida em um prédio excelente que daria pra fazer o que a gente quisesse, como um hospital público, um hospital da mulher, um centro de pediatria. Vejo que várias coisas que o prefeito colocou são importantes, mas não são prioridade”, critica.

Fativan pediu a todos os vereadores para se unirem para solicitar a mudança de destinação desse dinheiro que o Município quer pegar emprestado. “Precisamos de outras ações no nosso município para as pessoas viverem felizes e com saúde. Não concordo que nesse momento de pandemia, com muita coisa para fazer principalmente na saúde, a gente pegue dinheiro emprestado para essas finalidades. Então, a gente tem muito o que conversar. Não sei que carreira toda é essa para pegar esses 100 milhões de reais, jogando para os 18 vereadores essa grande responsabilidade. É uma matéria muito séria”, finalizou.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.