BUSCAR
BUSCAR
Exportação
Porto de Natal suspende embarque de frutas durante reta final da safra
Razão, ainda não confirmada pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte, é que as máquinas responsáveis pela movimentação dos contêineres estariam todas fora de operação
Redação
16/12/2020 | 07:34

Vinte e um dias é o tempo que o Porto de Natal deixará de exportar frutas para a Europa em plena safra do melão. O último navio da empresa francesa CMA/CGM deixou o terminal neste fim de semana passado e só retornará às operações normais em 9 de janeiro, quando já for entressafra. Enquanto isso, as frutas produzidas no RN ganharão o mercado externo pelos portos do Ceará. Não será um prejuízo do ponto de vista fiscal para o estado, mas cerca de 250 trabalhadores portuários deixarão de receber os pagamentos semanais durante o período. Isso significa entre R$ 400 a R$ 800 por embarque.

Pela versão de trabalhadores portuários, que falaram sob condição de anonimato, a razão dessa paralisação nas escalas pelo porto seria a quebra frequente dos equipamentos responsáveis pela movimentação dos contêineres por parte da empresa Projeto, representante local da CMA/CGM. Neste momento, três deles, responsáveis por movimentar os contêineres refrigerados, estariam quebrados e fora de operação. Outro responsável pelos contêineres vazios também estaria fora de ação. Os contêineres refrigerados transportam entre 18 a 22 toneladas, enquanto os não refrigerados, entre 20 a 35 toneladas.

Os trabalhadores calculam que, durante os 21 dias parados, o Porto de Natal deixará de realizar entre 1.200 a 1.500 movimentações. São 24 mil toneladas que deixarão de ser embarcadas pelo porto da cidade. Procurada nesta terça 15, a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), responsável pela administração do porto, confirmou que ficará 3 semanas sem escalas. Sobre a origem dessa paralisação temporária das exportações, a Codern afirmou que “não existe suspensão da CMA CGM”. Acrescentou que, devido à sazonalidade da safra, o navio não passará por Natal nos próximos dias, mas, logo no início de janeiro, “continuará normalmente com o navio semanal”.

Afirmou, ainda, que “a CMA/CGM é uma empresa parceira do Porto de Natal, tanto que não mediu esforços para a instalação do scanner de contêineres”. Fontes portuárias ouvidas pelo Agora RN, no entanto, informaram que o scanner recebido em outubro nem chegou a entrar em operação e já foi substituído por outro, este em condições de operação a partir de janeiro.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.