BUSCAR
BUSCAR
Governo do Estado deve garantir competitividade do Porto de Natal

16/12/2011 | 22:43

A falta de equipamentos de segurança nas pilastras da Ponte Newton Navarro, para diminuir o impacto de uma possível colisão, pode diminuir a competitividade do Porto de Natal. De acordo com o capitão dos portos, Alan Kardec,  e com o diretor técnico da Companhia Docas do RN, Hanna Safieh, sem as defensas nas pilastras será necessário adotar normais de segurança mais rígidas, com mais práticos e rebocadores, por exemplo, o que irá encarecer a operação no Porto de Natal. O custo benefício de usar a estrutura do porto será diminuído.

Alan Kardec afirma que isso se fará necessário a partir do término da dragagem. Atualmente, a dragagem está 97% concluída e em breve a Companhia das Docas do RN irá remeter uma solicitação para alterar a carta náutica, com novos parâmetros de profundidade e capacidade de receber navios de maior porte. O porto recebe hoje navios com capacidade de até 35 mil toneladas. Com o término da dragagem, essa capacidade subirá para navios de 50 a 60 mil toneladas. Essa mudança acarreta novos procedimentos de segurança. O capitão dos portos, Alan Kardec enviou na última semana um ofício relembrando o Governo do Estado acerca da necessidade de colocar defensas nas pilastras.

Da Tribuna do Norte

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.