BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Política, segurança e crime organizado; leia opinião de Daniel Menezes
Leia a coluna de Daniel Menezes nesta terça 12
Daniel Menezes
12/12/2023 | 07:48

Praticamente toda vez que um político é preso por ligação com crime organizado/milícia, ele é bolsonarista. Basta acompanhar o noticiário. No entanto, o bolsonarismo continua a pautar o debate como se isso ocorresse na esquerda. Ora, isso ocorre porque a esquerda não fala da segurança, de prisão, punição. Todo o discurso sobre segurança vem da direita. Eles atuam sem oposição. A esquerda atribui o crime a causas estruturais, e a resolução é sempre exógena (questões sociais). O indivíduo não tem responsabilidade. Isso silencia o militante de esquerda e atiça o de direita.

Fica a impressão de que a esquerda é leniente com o crime e é aí que a extrema direita, que efetivamente abriu as portas da política para a representação do crime organizado, produz a inversão. Ela aparece como dura com os criminosos e a esquerda como conivente. No meio disso fica a sociedade dilapidada por assaltantes e cevando um ressentimento que será instrumentalizado pela extrema direita. Imagine como se sente alguém que parcela um celular caro e tem de pagar por ele mês a mês, mesmo após ser roubado?

Para repor os fatos, a esquerda precisa ter a coragem de disputar a agenda da segurança. Até porque a segurança pública no Brasil sempre foi regida por ideias de direita, mesmo em governos de esquerda (ainda que não se queira admitir). Se não a extrema direita continuará a nadar de braçada.

Sem cartão corporativo

Os protestos contra o indicado ao STF Flávio Dino floparam pelo Brasil no último domingo. Em São Paulo, a manifestação reuniu cerca de 5 mil pessoas, conforme pesquisadores da USP. Sem os recursos estatais para bancar os atos, o bolsonarismo emagrece nas ruas.

Autocrítica

Viralizou vídeo em que Lula cobra em reunião do PT autocrítica, para que militantes mudem relação com evangélicos e com quem não votou no partido. Citou pesquisas que dão conta do acirramento contra o Partido dos Trabalhadores, na medida em que a renda do eleitor sobe.

Pergunta

Politicamente, é melhor entrar 2024 com 18% de ICMS e ter o discurso para negar o aumento aos servidores ou receber os 20% e ser obrigado a ceder a esta agenda à qual o Governo do RN vem tendo dificuldade de dizer “não” nos últimos anos, mesmo com as dificuldades orçamentárias?

Trouxas

A ideologia do capitalismo alia riqueza à inteligência. Na prática, porém, a pessoa pode ganhar dinheiro num segmento vendendo roupas e serviços e ser um bobo alegre no geral. Aí em Natal há os vendedores de sonhos, coachs e falsos mágicos do mercado financeiro enganadores de ricos gananciosos. Eles se encontram na high society. Está feita a fórmula. Na última semana, mais um esquema de pirâmide caiu. Um professor universitário prometia ganhos de 1,5% a 2,5% ao mês em quem investisse em seus fundos. Resultado: calote de cerca de R$ 50 milhões. Outros casos virão. Pode ter certeza.

Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.