BUSCAR
BUSCAR
Pandemia

Pfizer começa a imunizar voluntários que tomaram placebo em teste de vacina contra covid no Brasil

Participantes do estudo em São Paulo e Salvador vão receber gratuitamente duas doses do imunizante; mesmo sem ter pedido autorização de uso no País à Anvisa, vacinação dos voluntários já estava prevista desde o início da pesquisa
Estadão
21/01/2021 | 08:24

A Pfizer anunciou nesta quarta-feira, 20, que começará a imunizar neste mês mais de 1.400 voluntários que receberam placebo durante os testes no Brasil da vacina contra covid-19 desenvolvida pelo laboratório em parceria com a BioNTech. Em comunicado, a companhia informou que participantes do estudo em São Paulo e Salvador vão receber gratuitamente duas doses do imunizante.

Apesar de a vacina não ter sido avaliada para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Pfizer disse que o procedimento está de acordo com as tratativas definidas junto ao órgão regulador e faz parte do termo de consentimento assinado pelos participantes no início da pesquisa.

Pfizer começa a imunizar voluntários que tomaram placebo em teste de vacina contra covid no brasil
Após problemas na negociação com o governo federal, Pfizer não pediu autorização para uso emergencial da vacina no Brasil Foto: Reuters/Dado Ruvic

“Os voluntários do estudo interessados em receber a vacina deverão entrar em contato com os centros e receberão todos os esclarecimentos necessários. Todos os participantes seguirão em acompanhamento no estudo, conforme estabelecido em protocolo”, informou a empresa.

A vacina da Pfizer foi a primeira a ser aprovada para uso emergencial no mundo entre os principais laboratórios ocidentais e está sendo usada desde o ano passado para imunizar pessoas em países como Reino Unido e Estados Unidos.

O governo brasileiro, no entanto, não fechou acordo para comprar doses do imunizante. O presidente Jair Bolsonaro e autoridades do Ministério da Saúde reclamaram publicamente do que consideram exigências exageradas da Pfizer para fechar contrato. O laboratório rebate, alegando que essas exigências estariam em linha com o praticado em outros países.

A Pfizer ainda não pediu sequer autorização para uso emergencial do seu imunizante no Brasil, ao contrário do que já ocorreu em outros países. Segundo a empresa, ela segue com o processo regulatório de submisão contínua de dados à Anvisa para obtenção do registro definitivo da vacina.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Barroso e Mendonça trocam farpas em julgamento sobre drogas no STF; assista
Ministros discutiram após Barroso falar sobre preocupação do presidente da CNBB com julgamento da descriminalização do porte de drogas
20/06/2024 às 21:24
Barroso diz que STF não está decidindo sobre legalização da maconha
Supremo julga a constitucionalidade do Artigo 28 da Lei das Drogas (Lei 11.343/2006), que criou a figura do usuário
20/06/2024 às 16:24
Assembleia Legislativa do Ceará pega fogo
Pessoas que estavam no local precisaram sair correndo e prédio foi completamente evacuado
20/06/2024 às 13:22
STF retoma julgamento sobre descriminalização do porte de drogas
Até agora, há maioria para descriminalizar o porte para uso pessoal
20/06/2024 às 11:24
‘Vai ter leilão, é compromisso de Lula’, diz ministro sobre compra de arroz pelo governo
O arroz importado seria vendido em pacotes de 5 quilos a um preço tabelado de R$ 20, com rótulo do governo
20/06/2024 às 08:07
Comissão aprova 2,4 mil horas obrigatórias para o Novo Ensino Médio
Colegiado da Educação do Senado aprovou mudanças no ensino do país e a inclusão do espanhol como disciplina obrigatória
19/06/2024 às 15:26
Cartão de crédito terá mudanças a partir de 1º de julho; confira novas regras
Depois do limite de juros, cartões terão portabilidade da dívida do crédito rotativo
19/06/2024 às 14:08
Viajante brasileira é barrada na recepção de hostel: “Tem mais de 40 anos”
Brasileira de 60 anos teve de deixar o local ao ser informada que o estabelecimento só aceitava hóspedes de até 40 anos
19/06/2024 às 13:45
Ministro do Turismo diz que PEC das Praias tem pontos positivos
Para ele, venda de terrenos elevaria arrecadação e investimentos
19/06/2024 às 13:25
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.