BUSCAR
BUSCAR
Dados
Pesquisa: 43% dizem ter engordado na pandemia; 9% perderam peso
Milhões de pessoas ficaram em casa, em confinamento, principalmente nos primeiros meses de quarentena –período mais mortal pela doença no Brasil até agora
Poder 360
24/02/2021 | 09:35

Com meses de confinamento e mais tempo em casa, 43% da população brasileira diz ter engordado durante a pandemia do novo coronavírus. Os que perderam peso foram só 9%, enquanto 44% mantiveram a condição física. Os dados são da pesquisa PoderData realizada de 15 a 17 de fevereiro de 2021 com 2.500 pessoas nas 27 unidades da Federação.

pd condicao fisica pandemia 17 fev 2021 01

A partir de março de 2020, Estados e municípios adotaram (e adotam) medidas para conter a disseminação da covid-19. Comércios, bares e restaurantes foram fechados ou tiveram seus horários de funcionamento alterados em todo o Brasil.

Dessa forma, milhões de pessoas ficaram em casa, em confinamento, principalmente nos primeiros meses de quarentena –período mais mortal pela doença no Brasil até agora. Hospitais estavam se preparando para a demanda e instalando novos leitos.

No meio disso tudo, o governo distribuiu um auxílio de R$ 600 e depois R$ 300 para quase 68 milhões de pessoas para que enfrentassem a pandemia –já que alguns tinham perdido emprego e renda no período. A grande maioria desses beneficiários (77%) usou o dinheiro para comprar comida, mostrou, à época, pesquisa PoderData.

A pesquisa foi realizada pela divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 2.500 entrevistas em 456 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. 

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

DESTAQUES DEMOGRÁFICOS

Os que têm de 16 a 24 anos (50%), os moradores da região Nordeste (55%) e os que ganham mais de 10 salários mínimos (60%) são os estratos sociais que mais disseram ter engordado durante a pandemia. Já os que têm ensino superior (13%), os desempregados e sem renda fixa e os que ganham de 5 a 10 salários mínimos (12% em ambos os estratos) são os que mais emagreceram, de acordo com o estudo.

Leia abaixo os recortes por sexo, idade, região, escolaridade e renda.

pd condicao fisica pandemia 17 fev 2021 02

PODERDATA

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.