BUSCAR
BUSCAR
STF
Pela 1ª vez colocamos um ministro comunista no STF, diz Lula
Petista celebrou aprovação de Flávio Dino, que foi filiado ao Partido Comunista do Brasil por 15 anos, à Suprema Corte
Redação
14/12/2023 | 21:46

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comemorou nesta quinta-feira 14 a nomeação histórica de um “ministro comunista” para o Supremo Tribunal Federal (STF). A referência foi feita ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, filiado ao Partido Comunista do Brasil (PC do B) por 15 anos, cuja indicação foi aprovada no Senado na quarta-feira 13.

“É a primeira vez na história deste país que conseguimos colocar na Corte um ministro comunista, um companheiro da qualidade de Dino”, afirmou Lula durante a cerimônia de abertura da 4ª Conferência Nacional de Juventude, realizada no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

A indicação de Flávio Dino para uma vaga no STF foi submetida à sabatina no Senado Federal, onde obteve 47 votos favoráveis e 31 contrários. Durante a sessão que durou 10 horas e 2 minutos, Dino abordou diversos temas, evitando comentar sobre processos envolvendo o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), e discutindo questões como a descriminalização do aborto, fake news, tensões entre os Poderes e a segurança das urnas eletrônicas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.