BUSCAR
BUSCAR
Inusitado
Passageira é sedada ao ter surto durante voo entre Fortaleza e Rio de Janeiro
Passageiros e tripulantes do voo ficaram assustados com o surto. Após o pouso, a aeronave foi reabastecida para seguir novamente para o Rio de Janeiro. Alguns passageiros teriam optado em remarcar o embarque
O Povo
05/02/2021 | 08:48

Uma passageira foi sedada por um médico a bordo de um voo de Fortaleza para o Rio de Janeiro após ter tido um ataque de surto durante uma viagem da Gol Linhas Aéreas no início da noite desta quarta-feira, 3. A confusão no voo 2213, com destino ao Rio, começou logo depois da decolagem, assim que o voo partiu da Capital. O POVO apurou que o avião deu voltas para gastar combustível, antes de aterrissar em Fortaleza.

O procedimento de dar voltas foi adotado como protocolo de segurança, já que o tanque da aeronave estava cheio e não poderia pousar com a quantidade de combustível disponível. Tinha previsão de três horas de voo até o Rio. Por isso, a aeronave precisou dar, pelo menos, cinco voltas sobre a Cidade até ter segurança para o pouso.

Passageiros e tripulantes do voo ficaram assustados com o surto. Após o pouso, a aeronave foi reabastecida para seguir novamente para o Rio de Janeiro. Alguns passageiros teriam optado em remarcar o embarque. O caso segue em atendimento pela Polícia Federal.

Em nota, a Gol informa que o voo G3 2213 (Fortaleza – Rio de Janeiro), após a decolagem, precisou retornar ao Aeroporto de Fortaleza por questões relacionadas a saúde de uma passageira. A Companhia ressalta que ofereceu toda a assistência necessária a cliente e, após o desembarque dela, o voo seguiu viagem, com previsão de pouso às 23 horas no Aeroporto do Rio de Janeiro.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.