BUSCAR
BUSCAR
Coluna
Partido da Causa Operária tem muito a ver com o bolsonarismo: adora uma ditadura
Confira a coluna de Marcelo Hollanda desta quarta-feira 7
Marcelo Hollanda
07/07/2021 | 08:46

Os estacionados no passado

O Partido da Causa Operária (PCO), que desceu o cacete nos tucanos depois da manifestação contra Bolsonaro no último sábado, tem muito a ver com o bolsonarismo.

Ambos estacionaram no passado e adoram uma ditadura para chamar de sua.

Fundado em 1995, como resultado de uma cisão dentro do PT, o presidente do partido, Rui Costa Pimenta, já avisou que não vai fazer autocrítica do péssimo comportamento em São Paulo.

Nada a condenar: meter o braço pra cima de militantes do PSDB e depois sair depredando umas coisinhas como tira-gosto.

O PCO é uma espécie de Jean Wyllys de Bolsonaro, que já se apressou a tipificar como exemplo de má democracia todos os manifestantes que ousaram ir às ruas pelo país.

Quando compartilhavam da mesma casa parlamentar, Wyllys e Bolsonaro viviam às turras, beneficiando-se um do outro junto a seus redutos eleitorais.

No caso do PCO não vai funcionar assim: a intransigência de um apenas reforçará a intransigência do outro, sem benefício de ninguém, exceto a burrice que aos extremos pertence.

Bolsonaro é obcecado por essa fauna. Já declarou ter caçado terroristas (por volta dos anos de 1970) quando ainda se enroscava no próprio cueiro.

Nem Rui Costa Pimenta, aos 63 anos, pode se dar ao luxo de ter vivido essa história em sua plenitude.

Candidato a presidente da República por quatro vezes, sempre com votações insignificantes, ele mantém intactas convicções contrárias à própria existência do capitalismo.

Como Bolsonaro, Pimenta acha que em nome da liberdade de expressão se pode tudo e coloca sobre as costas da população a herança de um poder absoluto que, sabe-se, deu origem a ditadores como Stalin e Mao-Tse-Tung.

Neste final de semana, esse pequeno e nervoso time de eternos revolucionários resolveu que era demais conviver com tucanos e foram às vias de fato.

E, é claro, Rui só poderia achar legítima a invasão do Capitólio por estranhas razões que só os extremistas conhecem, embora estando em lados opostos.

Então tá.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.