BUSCAR
BUSCAR
Educação
Parnamirim: Prefeitura libera retorno de aulas presenciais nas escolas privadas
Estabelecimentos, para funcionar, deverão cumprir uma série de exigências, que incluem desde a obrigatoriedade do uso de máscaras por todos ao reforço da higienização dos ambientes
Redação
15/09/2020 | 09:08

A Prefeitura de Parnamirim, na Grande Natal, autorizou nesta terça-feira 15 a volta às aulas presenciais nas escolas da rede privada de ensino do município. A ação acontece um dia depois de as atividades serem retomadas na capital do Estado. As aulas estão suspensas desde 18 de março.

Um decreto assinado pelo prefeito Rosano Taveira (Republicanos), e já publicado no Diário Oficial, libera o retorno imediatamente, desde que as escolas cumpram uma série de exigências para minimizar o risco de contágio pelo novo coronavírus.

Segundo o decreto, os pais dos estudantes deverão assinar um termo de consentimento antes de mandar os filhos para a escola.

Já os estabelecimentos, para funcionar, deverão cumprir uma série de exigências, que incluem desde a obrigatoriedade do uso de máscaras por todos ao reforço da higienização dos ambientes. As escolas também deverão testar todos os funcionários para a Covid-19 antes da volta às aulas.

O decreto recomenda que funcionários que pertencem ao grupo de risco para o novo coronavírus continuem em casa, trabalhando remotamente.

A autorização para o retorno às aulas presenciais não detalha como as escolas devem agir caso os pais não mandem seus filhos para as aulas. Em Natal, foi adotado um modelo híbrido, pelo qual os estudantes têm garantido o ensino remoto, caso os pais não sintam segurança no retorno presencial.

Quais são as regras para o retorno às aulas presenciais?

  • Divulgação ampla e irrestrita dos protocolos de segurança;
  • Aferição prévia da temperatura corporal de todas as pessoas que adentrarem ao estabelecimento;
  • Afastamento das atividades presenciais, por 14 dias, do aluno ou colaborador que esteja com suspeita de Covid-19;
  • Orientar alunos, professores e colaboradores sobre o afastamento em caso de suspeita ou confirmação, adotando procedimentos para facilitar a comunicação entre eles e a escola;
  • Utilização obrigatória de máscara de proteção facial, por todos os alunos, funcionários e colaboradores;
  • Respeito do distanciamento mínimo de 1 m, entre alunos e colaboradores, orientando para que se evite abraço, beijos, aperto de mão ou qualquer outro tipo de contato desnecessário;
  • Promover a proibição de aglomeração nos ambientes de escadas e banheiros;
  • Promoção do espaçamento, mínimo, de 1 m entre as fileiras e cadeiras nas salas de aula ou ambientes de convivência.

Escolas também deverão reforçar higiene

O decreto estabelece, ainda, que as escolas deverão implementar algumas medidas para reforço da higiene, com o objetivo de prevenir a Covid-19. Confira:

  • Implementação de programa de limpeza constante, de modo que todos os alunos e colaboradores estejam frequentemente com as mãos desinfectadas, bem como os ambientes do estabelecimento estejam limpos;
  • Disponibilização de álcool 70º INPM, nos ambientes comuns de circulação e sala de aula;
  • Limpeza constante dos meios de alta frequência de contato, tais como corrimãos, balcões, maçanetas, botões de elevadores ecadeira escolar;
  • Higienização de banheiros, pias e lavabos de forma reforçada e intensificada, a cada uma hora, disponibilizando, nesses locais, álcool 70º, bem como água e sabão;
  • Higienização das salas de aulas e cadeiras antes e depois cada uso, bem como durante os intervalos entre turnos;
  • Deve-se privilegiar a ventilação natural, sempre que possível, ou, na impossibilidade, adotar as medidas para garantir a manutenção preventiva e corretiva dos sistemas de climatização;
  • Em havendo a disponibilização de bebedouro, deve-se adotar medidas para que somente o consumo seja realizado com o uso de copo descartável.

Rede pública

Na sexta-feira 11, a Prefeitura publicou um decreto que prorroga até 9 de outubro a suspensão das aulas presenciais na rede pública de ensino. Segundo a norma, nessa data será avaliado o retorno. No Estado, as aulas na rede pública só serão retomadas em 2021.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.