BUSCAR
BUSCAR
Parlamentares incluem “censura” em reforma política

10/10/2017 | 05:30
  • Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

Uma emenda incluída durante a madrugada no projeto da reforma política aprovado nesta quinta-feira, 5, pelo Congresso vai permitir que conteúdos sejam retirados da internet após a simples denúncia de que se trata de um “discurso de ódio, disseminação de informações falsas ou ofensa em desfavor de partido, coligação, candidato”. O texto prevê que a publicação denunciada terá que ser retirada do ar em “no máximo vinte quatro horas”, até que o provedor “certifique-se da identificação pessoal do usuário” que postou a mensagem.

>> Facão à solta. O presidente interino da Câmara Municipal de Natal, Ney Lopes Júnior (PSD), fará uma reunião na próxima segunda-feira, 9, para apresentar aos demais 27 vereadores a real situação financeira do Legislativo. Na oportunidade, Ney também deverá anunciar mais cortes de gastos, no intuito de equilibrar as contas.

>> Herança maldita. Segundo o próprio Ney, a atual presidência “herdou” uma Casa em crise. Ele não quis, no entanto, denominar qual ou quais de seus antecessores tiveram culpa pela ruína das finanças.

>> Coletividade. Para driblar a crise, o presidente interino tem apostado no diálogo e na gestão participativa. A reunião da próxima segunda, na qual os colegas poderão apresentar suas sugestões de melhorias, é prova disso.

>> Crítica. A professora Eleika Bezerra (Livres) ocupou novamente a tribuna da Câmara Municipal nesta quarta-feira, 4, para reclamar da política municipal de educação. Segundo a vereadora, é inadmissível que a gestão Carlos Eduardo Alves (PDT) continue oferecendo bolsas de estudo para cursos superiores – o que não é sua obrigação –, enquanto faz sorteio para vagas na educação infantil.

>> Até logo? Após permanecer no cargo durante um mês, período em que Klaus Araújo (SD) esteve licenciado, Fúlvio Mafaldo (SD) se despediu dos colegas anteontem. Da tribuna, disse ter ficado com um “gostinho de quero mais” e afirmou que seu desejo de retornar à Casa para um mandato definitivo só aumentou.

>> Xi. Não passou despercebido a espécie de “ato falho” que Fúlvio cometeu em sua “despedida”. Ao se dirigir ao plenário, afirmou que, mesmo sem mandato, estará à disposição de todos os vereadores – “alguns amigos, outros colegas”. Vixe!

>> Bandeira branca. Precisou a Justiça entrar na jogada para que a Semsur se dispusesse a dialogar com os comerciantes do Alecrim. Em uma ação ingressada pelo advogado Araken Farias, o juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública, Cícero Martins (não o vereador), marcou para o dia 11 uma audiência de conciliação. Até lá, a retirada dos ambulantes está suspensa. E o secretário Jonny Costa já sinalizou com a possibilidade de construção de um “meio termo”. A ver.

>> Chance de ouro. Neste sábado, 7, começa oficialmente mais uma edição da Festa do Boi, no Parque de Exposições Aristófanes Fernandes, em Parnamirim. Excelente opção para lazer e negócios. Ah, e também de promover encontros políticos. A festa se caracteriza por reunir lideranças de todos os recantos do estado – e até de fora dele.

>> Encontro discreto. Por falar em Parnamirim, notícias chegaram à coluna de que o prefeito Rosano Taveira (PRB) recebeu em seu gabinete nesta quinta-feira, 5, seu antecessor, Maurício Marques (PDT). Até o fechamento da coluna, nenhum registro do encontro havia vazado, contudo.

>> Regras mais rígidas. A reforma política aprovada pelo Congresso Nacional – que precisa ser sancionada pelo presidente Michel Temer (PMDB) até sábado, 7, para que valha já para as eleições de 2018 – mudou as exigências que as emissoras de TV tem de seguir para convidarem candidatos para os debates. Com a nova regra, devem ser obrigatoriamente convidados os candidatos de partidos que tenham representação mínima de cinco deputados na Câmara, e não nove, como é atualmente.

>> Comparação. Um leitor atento da coluna faz a seguinte observação: enquanto dezenas de famílias do Leningrado, na zona Oeste da capital, estão desabrigados após um enorme incêndio que destruiu barracos e casas, juízes e desembargadores do estado recebem milhões em auxílio-moradia. Isso mesmo, auxílio-moradia. Ê, Brasil!

>> Tudo embolado. Pesquisa do Instituto Seta, divulgada pelo Blog do BG nesta quinta-feira, 5, mostra que o cenário eleitoral para o Governo do Estado em 2018 ainda está totalmente indefinido. Na estimulada, a senadora Fátima Bezerra apareceu na frente, com 22,5%, seguida de Robinson Faria, com 15,9%, e Carlos Eduardo, com 9,4%. Na espontânea, o governador aparece melhor: 7,5%, contra 6,3% da senadora. Ou seja: difícil precisar quem está em melhores condições.

>> Rejeição. O levantamento mostrou também que o governador, embora esteja em primeiro na pesquisa espontânea, é o líder da rejeição entre todos os pré-candidatos, com 30,2%. Fátima é a segunda mais rejeitada, 11,5%, seguida de perto pelo prefeito de Natal, 9,7%.

>> Amostragem. A pesquisa Seta/BG foi realizada entre os dias 17 e 19 de setembro e realizou 1.100 entrevistas em 49 municípios do estado. Tem grau de confiabilidade de 95%, com margem de erro de 3,5%.

>> Pleito. O senador José Agripino Maia (DEM) disse, durante reunião da bancada potiguar, que já solicitou ao presidente Michel Temer uma reunião com prefeitos do Rio Grande do Norte. O objetivo, segundo o democrata, é encontrar uma solução para a situação financeira dos municípios. O encontro deve acontecer até o final deste mês.

>> Novidade. Estreou na última segunda-feira, 2, o programa “Cidade Agora”, na 94 FM. De segunda a sexta, a atração, comandada pelo jornalista Alex Viana, vai trazer muitas informações, entrevistas e serviços. Das 18h às 19h.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.