BUSCAR
BUSCAR
Parlamentares e governadores discutem necessidade de um novo pacto federativo

20/05/2015 | 17:25

O senador Garibaldi Filho (PMDB) participou do encontro realizado no Salão Negro Congresso, no qual governadores de todo país discutiram com deputados e senadores alternativas para um pacto que permita uma melhor distribuição dos impostos arrecadados no Brasil. Os titulares dos executivos estaduais disseram que a falta de recursos está inviabilizando suas administrações. Eles pediram que o Parlamento não aprove medidas que aumente gastos sem apontar as respectivas receitas.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, propôs a construção de uma agenda positiva que garanta o equilíbrio da federação e ajude o país a superar a crise econômica que atravessa. Já o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, garantiu que se empenhará para que as duas Casas do Congresso trabalhem em conjunto para aprovar propostas que aperfeiçoem o funcionamento da federação.

Nesta quinta-feira (21), Renan Calheiros e Eduardo Cunha se reunirão para definir uma agenda de prioridades legislativas que será elaborada a partir das sugestões apresentadas pelos governadores. Os senadores José Serra e Romero Jucá e os deputados Danilo Fortes e André Moura ficaram encarregados de recolher as sugestões dos chefes dos executivos estaduais.

Na avaliação do senador Garibaldi, o Congresso deve se debruçar não apenas sobre medidas econômicas, mas também trabalhar temas como segurança pública. “A União precisa ter uma participação mais ativa junto aos estados no combate à violência e também desenvolvendo ações de enfrentamento ao crack, que está dizimando famílias em todo o território brasileiro”, afirmou.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.