BUSCAR
BUSCAR
Editorial
Parecer honesto
Redação
05/05/2020 | 03:05

Inacreditável que a máxima da “mulher de César” ainda desafie o tempo.
Diz a frase proferida há séculos que não basta que ela seja honesta.Deve parecer honesta.

A insistência do presidente Jair Bolsonaro em indicar um homem de sua absoluta confiança para a direção-geral da Polícia Federal acaba de macular uma velha senhora.

Depois de indicar e nomear em tempo recorde o novo diretor-geral da Polícia Federal, este correu para mudar o superintendente da corporação no Rio de Janeiro, atendendo o interesse precípuo do chefe da Nação.

Sem protocolos, sem cerimônia ou pudor.

Por que não esperar uma semana para proceder uma mudança que já interessava o presidente desde o ano passado?

Caso tivesse emplacado a indicação de Alexandre Ramagem para a PF, embarreirada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, teria este aguardado algum tempo para mover as peças assim tão rápido?

Consta que o próprio presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, teria se irritado com a decisão de Moraes por considerá-la uma intromissão discutível num direito constitucional da Presidência.

Mais uma vez, porém, Bolsonaro preferiu o caminho do confronto para mostrar quem manda.

Ou como ele mesmo diz: “eu que mando”; o presidente sou eu.

Só que a mudança na chefia da PF do Rio atende diretamente a um interesse do clã Bolsonaro, como até as pedras sabem.

Ao agir com tamanha energia, determinação e, sobretudo, rapidez, o presidente planta simultaneamente dois problemas.

Primeiro, dá consistência às acusações do ex-ministro Sérgio Moro. E, segundo, atiça os olhares para cada passo que der o atual diretor geral da Polícia Federal.

Uma Polícia que serve ao Estado, e não ao presidente.

Av. Hermes da Fonseca, N° 384 - Petrópolis, Natal/RN - CEP: 59020-000
Redação: (84) 3027-1690
[email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.