BUSCAR
BUSCAR
Grande Natal
Para conter avanço da pandemia, Prefeitura de Macaíba adota toque de recolher
Toque de recolher começou a valer nesta segunda-feira 1º, entre às 22h e às 5h. Macaíba tem alta taxa de lotação de leitos críticos Covid
Redação
01/03/2021 | 17:47

Menos de uma semana após emitir e publicar um decreto com medidas mais rígidas para prevenção da pandemia da Covid-19, a Prefeitura de Macaíba, cidade da Grande Natal, decidiu adotar o toque de recolher para conter o avanço e a disseminação do vírus no município, que está em situação de alerta máxima com a UPA praticamente lotada no setor de pacientes críticos, mesmo após a duplicação de leitos de UTI feita na semana passada, além de ocupação máxima na UTI do Hospital Regional Alfredo Mesquita.

Com o sistema de saúde público e privado da Grande Natal à beira do colapso, o toque de recolher é uma das medidas válidas a partir desta segunda-feira 1º, entre às 22h e às 5h, estando em consonância com o decreto 30.383/21, do Governo do Estado, que obedece as recomendações do Comitê de Especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte para o enfrentamento da pandemia pela Covid-19, na qual sugerem a adoção de medidas que intensifiquem as medidas de restrição de circulação de pessoas, aglomerações e eventos, bem como as ações de vigilância.

As novas restrições estabelecidas em Macaíba constam no Decreto nº 2000, datado de 26 de fevereiro de 2021 e vigoram até o dia 10 de março. Destacam-se: a suspensão do funcionamento total de parques públicos, centros de artesanato, circos, parques de diversões, museus, bibliotecas e demais equipamentos culturais, eventos e shows em geral, inclusive em locais privados, atividades recreativas em clubes sociais e esportivos, cultos, missas e demais eventos religiosos que causem aglomerações.

Não estão incluídos nas restrições: serviços públicos essenciais; farmácias; indústrias; postos de combustíveis; hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência; laboratórios de análises clínicas; segurança privada; imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral; funerárias; exercício da advocacia na defesa da liberdade individual; serviços de alimentação, (poderão funcionar mediante delivery); e serviços de transporte coletivo urbano.

O descumprimento dos protocolos sanitários e das medidas estabelecidas no Decreto em questão poderá acarretar medidas punitivas como multas ou interdição. A equipe de vigilância sanitária irá visitar locais estratégicos com apoio das forças de Segurança Pública. O documento pode ser acessado na íntegra no site.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.