BUSCAR
BUSCAR
Meio ambiente
Pantanal tem outubro com mais queimadas desde 1998
Anteriormente, o outubro com mais queimadas foi registrado em 2002, que teve 2.761 focos
CNN
29/10/2020 | 15:36

Nesta quinta-feira 29, com dados até o dia 28 de outubro, o Pantanal registrou 2.825 focos de incêndio no mês. Esse é o maior número de queimadas já detectadas pelos satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) desde que o monitoramento começou em 1998.

Anteriormente, o outubro com mais queimadas foi registrado em 2002, que teve 2.761 focos.

Quando comparado com o mesmo período em 2019, que teve 1.887 focos de incêndio até o dia 28, este ano registrou aumento de 49,7%. Apenas no dia 28 de outubro, teve o maior número de focos registrados em um dia desde o dia 14 de outubro, quando teve 245.

O ano de 2020 é o pior para o bioma na história do acompanhamento dos incêndios na região. Mesmo que ainda não tenha terminado, o ano acumula 21.084 pontos de calor detectados pelo Inpe – maior total já registrado.

Anteriormente, o ano com mais queimadas foi 2005, que teve 12.536 focos de incêndio detectados ao longo dos 12 meses. Em 2020, o aumento foi de 68,18%.

No total, o acumulado de queimadas no Pantanal em 2020 já contabiliza mais do que a soma dos anos de 2019 (10.025), 2018 (1.691) e 2017 (5.773), que totalizam 17.489 focos de incêndio.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.