BUSCAR
BUSCAR
Ação
Organizadores de “motociata” pró-Bolsonaro serão investigados pelo Ministério Público
Promotor de Justiça instaurou inquérito civil contra organizadores do evento, que provocou aglomeração de pessoas sem máscara
Metrópoles
14/06/2021 | 17:30

O promotor de Justiça do Ministério Público de São Paulo (MPSP) Arthur Pinto Filho instaurou, nesta segunda-feira 14, um inquérito civil para investigar os organizadores da “motociata” pró-Bolsonaro, realizada no último sábado 12.

A informação foi revelada pelo Estadão e confirmada pelo Metrópoles.

O evento, intitulado “Acelere para Cristo”, reuniu cerca de 12 mil motociclistas em São Paulo.

Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) circulou sem máscara e acabou sendo multado pelo governo do estado.

Na portaria que instaurou a investigação, o promotor alega que os organizadores da “motociata” se comprometeram a garantir que todos os participantes usariam máscara contra a Covid-19.

“É do conhecimento geral que o Chefe da Nação se manifesta, em todas as ocasiões que se lhe apresentam, de forma clara e direta, sem peias, por palavras e atos, contra as orientações emanadas das leis, decretos e orientações expressas por seu próprio Ministro da Saúde acerca das corretas formas não medicamentosas para o enfrentamento da pandemia”, diz o documento assinado por Pinto Filho.

Veja a íntegra da portaria que instaurou inquérito contra os organizadores da “motociata”:

O promotor diz que o objetivo do inquérito não é barrar o direito à manifestação, e sim apurar “o desrespeito às normas sanitárias mais comezinhas”. “O uso de máscara é o mínimo civilizatório em tempos pandêmicos. Não há nenhum infectologista com um mínimo de credibilidade que oriente a população em sentido contrário.”

Arthur Pinto Filho determina, ainda, que o Ministério Público Federal em São Paulo seja avisado sobre o inquérito para, caso achar necessário, tome as “providências que entender cabíveis no sentido de investigar o Presidente da República e demais autoridades que têm foro por prerrogativa de função”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.