BUSCAR
BUSCAR
Editorial

Opinião: Impacto do ICMS na saúde financeira dos municípios

Confira a análise do AGORA RN sobre o apelo do prefeito de Ceará-Mirim, Júlio César Câmara, para que não haja redução nas receitas de ICMS
Redação
17/10/2023 | 05:00

Nos labirintos da administração pública brasileira, as nuances tributárias ganham um destaque evidente. A entrevista concedida pelo prefeito de Ceará-Mirim, Júlio César Câmara, ao AGORA RN no fim de semana, revela mais do que a mecânica da sua gestão. Coloca sob os holofotes a espinhosa questão do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e sua relevância na teia fiscal municipal.

O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) tem apresentado quedas significativas em suas parcelas, agravando o já conturbado cenário econômico dos municípios. Júlio César, em sua fala, deixa clara a insustentabilidade de uma redução no valor recebido via ICMS: “sob aspecto nenhum, nós podemos receber um valor menor do ICMS do que o que nós estamos recebendo”. A mensagem é contundente e reflete uma realidade compartilhada por diversos municípios.

julio cesar
Prefeito de Ceará-Mirim, Júlio César Câmara (PSD), em entrevista ao AGORA RN - Foto: José Aldenir / Agora RN

A matriz tributária é vasta, mas o ICMS ocupa um papel de destaque, principalmente pelo fato de 25% da sua arrecadação ser destinada aos municípios. Diante da pressão inflacionária, onde “tudo sobe de preço”, como bem ressaltou o prefeito, e do paralelo cenário de queda nas receitas municipais, qualquer alteração no percentual arrecadado via ICMS pode levar a um colapso financeiro local.

Por trás dos números e das porcentagens, o que está em jogo são os cidadãos. Como bem frisou Júlio César, os municípios operam “na base”, sendo o primeiro ponto de contato do cidadão com o aparato estatal. Qualquer descompasso nas contas públicas reverbera diretamente na qualidade dos serviços prestados à população.

O prefeito de Ceará-Mirim ressalta uma visão pragmática e sensível, onde o equilíbrio fiscal não é apenas uma meta administrativa, mas uma ferramenta para garantir o bem-estar dos cidadãos. “O ideal é que cada vez mais o Estado fature” – uma máxima que, em sua simplicidade, destaca a necessidade de uma gestão fiscal robusta e que, simultaneamente, preserve o tecido social.

O debate sobre o ICMS, embora técnico, reflete diretamente nos caminhos futuros da administração pública. E resta a interrogação: a perspectiva defendida por gestores como Júlio César, que lidam diretamente com os impactos das decisões fiscais, está sendo absorvida e considerada pelos arquitetos da política tributária brasileira? A resposta a essa questão moldará o futuro dos municípios e, por consequência, de seus cidadãos.

*Publicado originalmente na edição impressa do AGORA RN desta terça-feira, dia 17 de outubro de 2023.

Moraes arquiva inquérito sobre campanha contra PL das Fake News
Ministro do STF seguiu parecer da Procuradoria-Geral da República
20/06/2024 às 21:56
Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 86 milhões
Veja as dezenas sorteadas: 19 - 25 - 37 - 45 - 47 – 53.
20/06/2024 às 21:41
Parnamirim recebe 496 apartamentos do programa Minha Casa, Minha Vida
Foram construídos 5.488 apartamentos pelo programa federal de habitação no município desde 2009
20/06/2024 às 21:33
Barroso e Mendonça trocam farpas em julgamento sobre drogas no STF; assista
Ministros discutiram após Barroso falar sobre preocupação do presidente da CNBB com julgamento da descriminalização do porte de drogas
20/06/2024 às 21:24
Vasco demite treinador Álvaro Pacheco após 4 jogos
Clube Cruzmaltino chega a decisão após três derrotas e um empate com o treinador português no comando
20/06/2024 às 20:36
Deputado do RS solicita ao MJ proteção para Policial Penal do RN Vilma Batista
Segundo o parlamentar, Vilma tem sido alvo de ameaças por parte de uma organização criminosa no estado
20/06/2024 às 20:03
Apostas movimentam 1% do PIB e comprometem até 20% do orçamento livre dos mais pobres, diz estudo
XP mostra que setor movimenta R$ 100 bilhões no Brasil e, proporcionalmente, é maior que nos EUA, onde apostas somam 0,4% do PIB
20/06/2024 às 19:30
Espanha domina Itália e se classifica às oitavas de final da Eurocopa
La Roja mantém 100% de aproveitamento graças a gol contra italiano
20/06/2024 às 18:51
Dólar vai a R$ 5,46 e renova máxima desde julho de 2022 após críticas de Lula ao BC
Banco Central encerrou um ciclo de sete cortes consecutivos na taxa Selic
20/06/2024 às 18:36
Brasil bate Tailândia e vai às semifinais da Liga das Nações de Vôlei
Invicta no torneio, seleção feminina encara Japão no sábado, às 10h30
20/06/2024 às 18:07
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.