BUSCAR
BUSCAR
Exame
Olimpíada: atleta brasileiro é flagrado no antidoping com hormônio do crescimento
Esperança de medalha, atleta não viajou para Tóquio e pode pegar até quatro anos de punição
O Globo
17/07/2021 | 11:21

O atleta Fernando Reis, atual tricampeão do levantamento de peso nos Jogos Pan-Americanos na categoria pesado, foi flagrado em exame antidoping e não viajará para Tóquio. O episódio ocorre a apenas uma semana do início dos Jogos Olímpicos. A informação foi divulgada inicialmente pelo site ge. O GLOBO apurou que a substância encontrada é hormônio do crescimento (enquadrado na lista de substâncias proibidas, no grupo S2, de hormônios peptídicos, fatores de crescimento, substâncias relacionadas e miméticos).

A reportagem também apurou que a substância, que não é produzida em grandes quantidades no corpo humano, foi introduzida no organismo de forma injetável. Por isso, não há como alegar contaminação. Pelo uso, Fernando pode receber uma punição de até quatro anos de afastamento. Sua defesa seria afirmar que trata-se de erro do laboratório.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) ainda não se pronunciou sobre o caso mas deve ajudar na defesa do atleta. A Confederação Brasileira de Levantamento de Peso (CBLP) apenas confirmou ocorrido.

Usado nos Jogos de Tóquio 1964, o Estádio Olímpico foi reconstruído para as Olimpíadas de 2020. Além de ser palco das cerimônias de abertura e encerramento, vai sediar partidas de futebol e o atletismo. Tem capacidade para 68 mil espectadores Foto: Divulgação
Usado nos Jogos de Tóquio 1964, o Estádio Olímpico foi reconstruído para as Olimpíadas de 2020. Além de ser palco das cerimônias de abertura e encerramento, vai sediar partidas de futebol e o atletismo. Tem capacidade para 68 mil espectadores Foto: Divulgação
O Ginásio Metropolitano de Tóquio será reaproveitado após ser usado nos Jogos de 1964. Naquela ocasião, sediou as modalidades de polo aquático e ginástica. Agora, servirá para o tênis de mesa. Sua capacidade é de 7 mil pessoas Foto: Divulgação
O Ginásio Metropolitano de Tóquio será reaproveitado após ser usado nos Jogos de 1964. Naquela ocasião, sediou as modalidades de polo aquático e ginástica. Agora, servirá para o tênis de mesa. Sua capacidade é de 7 mil pessoas Foto: Divulgação
Com capacidade para 10.200 pessoas, o Estádio Nacional Yoyogi vai abrigar o handebol e o rúgbi em cadeira de rodas. É internacionalmente reconhecido pelo design com teto suspenso. Foi construído para competições aquáticas e para o basquete nos Jogos de 1964 Foto: Divulgação
Com capacidade para 10.200 pessoas, o Estádio Nacional Yoyogi vai abrigar o handebol e o rúgbi em cadeira de rodas. É internacionalmente reconhecido pelo design com teto suspenso. Foi construído para competições aquáticas e para o basquete nos Jogos de 1964 Foto: Divulgação
Nippon Budokan é uma arena indoor conhecida como a casa das artes marciais e construída para os Jogos de 1964. Será usada para judô e karatê. Sua capacidade é de 11 mil pessoas Foto: Divulgação
Nippon Budokan é uma arena indoor conhecida como a casa das artes marciais e construída para os Jogos de 1964. Será usada para judô e karatê. Sua capacidade é de 11 mil pessoas Foto: Divulgação
O Fórum Internacional de Tóquio é um centro de exposições multifuncional composto por oito salões principais, espaços de exposição e outras instalações. A estrutura apresenta curvas acentuadas de aço e vidro, com um design externo que lembra um barco alongado. Poderá receber até 5 mil pessoas nas competições de levantamento de pesos Foto: Divulgação
O Fórum Internacional de Tóquio é um centro de exposições multifuncional composto por oito salões principais, espaços de exposição e outras instalações. A estrutura apresenta curvas acentuadas de aço e vidro, com um design externo que lembra um barco alongado. Poderá receber até 5 mil pessoas nas competições de levantamento de pesos Foto: Divulgação
Arena Kokugikan é a casa do sumô, mas vai sediar o boxe nas Olimpíadas. Seu interior é projetado em forma de tigela. A capacidade é de 7.300 pessoas Foto: Divulgação
Arena Kokugikan é a casa do sumô, mas vai sediar o boxe nas Olimpíadas. Seu interior é projetado em forma de tigela. A capacidade é de 7.300 pessoas Foto: Divulgação
O Parque Equestre sediou as competições equestres nos Jogos de 1964 de Tóquio. Atualmente, serve como o centro principal para a promoção de hipismo e competições equestres. Pode receber até 9.300 pessoas Foto: Divulgação
O Parque Equestre sediou as competições equestres nos Jogos de 1964 de Tóquio. Atualmente, serve como o centro principal para a promoção de hipismo e competições equestres. Pode receber até 9.300 pessoas Foto: Divulgação
Parque Musashinonomori será o ponto de partida para a corrida de ciclismo de estrada Foto: Divulgação
Parque Musashinonomori será o ponto de partida para a corrida de ciclismo de estrada Foto: Divulgação
Musashino Forest Sport Plaza é um espaço multiuso que vai abrigar as modalidades de badminton e pentatlo moderno. Tem capacidade para até 7.200 espectadores Foto: Divulgação
Musashino Forest Sport Plaza é um espaço multiuso que vai abrigar as modalidades de badminton e pentatlo moderno. Tem capacidade para até 7.200 espectadores Foto: Divulgação
O Estádio de Tóquio tem capacidade para 48 mil pessoas. Além do futebol, receberá o pentatlo e o rúgbi Foto: Divulgação
O Estádio de Tóquio tem capacidade para 48 mil pessoas. Além do futebol, receberá o pentatlo e o rúgbi Foto: Divulgação
A Ariake Arena, construída na parte norte do distrito de Ariake, será palco das partidas de vôlei e basquete em cadeira de rodas. Após os Jogos de Tóquio 2020, a arena se tornará um novo centro esportivo e cultural com capacidade para até 15.000 espectadores Foto: Divulgação
A Ariake Arena, construída na parte norte do distrito de Ariake, será palco das partidas de vôlei e basquete em cadeira de rodas. Após os Jogos de Tóquio 2020, a arena se tornará um novo centro esportivo e cultural com capacidade para até 15.000 espectadores Foto: Divulgação
A Ariake Gymnastics Center é uma instalação temporária localizada na parte norte do distrito de Ariake, onde serão realizadas as provas de ginástica.Tem capacidade para receber 12 mil pessoas Foto: Divulgação
A Ariake Gymnastics Center é uma instalação temporária localizada na parte norte do distrito de Ariake, onde serão realizadas as provas de ginástica.Tem capacidade para receber 12 mil pessoas Foto: Divulgação
Situado em área à beira-mar e perto da Vila dos Atletas, o Ariake Urban Sports Park vai abrigar as modalidades BMX e skate, com capacidade para até 7 mil pessoas Foto: Divulgação
Situado em área à beira-mar e perto da Vila dos Atletas, o Ariake Urban Sports Park vai abrigar as modalidades BMX e skate, com capacidade para até 7 mil pessoas Foto: Divulgação
O Ariake Tennis Park é uma das principais instalações de tênis do país, equipado com quadras cobertas e ao ar livre. Tem capacidade para 19.900 espectadores Foto: Divulgação
O Ariake Tennis Park é uma das principais instalações de tênis do país, equipado com quadras cobertas e ao ar livre. Tem capacidade para 19.900 espectadores Foto: Divulgação
O Parque Marinho de Odaíba é uma instalação temporária para abrigar as modalidades de maratona aquática e triatlo. Pode receber até 5.500 pessoas Foto: Divulgação
O Parque Marinho de Odaíba é uma instalação temporária para abrigar as modalidades de maratona aquática e triatlo. Pode receber até 5.500 pessoas Foto: Divulgação
Com vista para a icônica Ponte Arco-Íris de Tóquio, o Parque Shiokaze conta com uma instalação temporária montada para o vôlei de praia. Sua capacidade é de 12 mil pessoas Foto: Divulgação
Com vista para a icônica Ponte Arco-Íris de Tóquio, o Parque Shiokaze conta com uma instalação temporária montada para o vôlei de praia. Sua capacidade é de 12 mil pessoas Foto: Divulgação
O Aomi Urban Sports Park conta com estrutura temporária erguida perto da Vila dos Atletas. Vai receber o basquete 3x3 e a escalada esportiva. As capacidades são de 7.100 e 8.400 pessoas, respectivamente Foto: Divulgação
O Aomi Urban Sports Park conta com estrutura temporária erguida perto da Vila dos Atletas. Vai receber o basquete 3×3 e a escalada esportiva. As capacidades são de 7.100 e 8.400 pessoas, respectivamente Foto: Divulgação
Com capacidade para 15 mil espectadores, o Oi Hockey Stadium vai sediar as partidas de hóquei. Após os Jogos, deverá ser transformado em uma arena multiuso Foto: Divulgação
Com capacidade para 15 mil espectadores, o Oi Hockey Stadium vai sediar as partidas de hóquei. Após os Jogos, deverá ser transformado em uma arena multiuso Foto: Divulgação
Em terreno com vista para a Baía de Tóquio, no Sea Forest Country Course, foi construído um percurso para a modalidade de cross country equestre. Pode receber 16 mil pessoas Foto: Divulgação
Em terreno com vista para a Baía de Tóquio, no Sea Forest Country Course, foi construído um percurso para a modalidade de cross country equestre. Pode receber 16 mil pessoas Foto: Divulgação
O Sea Forest Waterway vai sediar as competições de remo e canoagem. Após os Jogos, será usado para competições internacionais. No remo, pode receber até 16 mil espectadores, enquanto na canoagem são 12.800. Foto: Divulgação
O Sea Forest Waterway vai sediar as competições de remo e canoagem. Após os Jogos, será usado para competições internacionais. No remo, pode receber até 16 mil espectadores, enquanto na canoagem são 12.800. Foto: Divulgação
O Centro de Canoagem Slalom de Kasai terá o primeiro percurso feito pelo homem no Japão. Após os Jogos, a instalação será usada para esportes aquáticos e atividades de lazer. Até 7.500 pessoas poderão assistir às provas de canoagem slalom Foto: Divulgação
O Centro de Canoagem Slalom de Kasai terá o primeiro percurso feito pelo homem no Japão. Após os Jogos, a instalação será usada para esportes aquáticos e atividades de lazer. Até 7.500 pessoas poderão assistir às provas de canoagem slalom Foto: Divulgação
O campo de tiro com arco do Yumenoshima Park foi construído na área do parque do local da Dream Island. Após os Jogos, a instalação abrigará competições de arco e flecha e será usada para outras atividades. Sua capacidade é de 5.600 pessoas Foto: Divulgação
O campo de tiro com arco do Yumenoshima Park foi construído na área do parque do local da Dream Island. Após os Jogos, a instalação abrigará competições de arco e flecha e será usada para outras atividades. Sua capacidade é de 5.600 pessoas Foto: Divulgação
Recém-construído, o Centro Aquático de Tóquio vai sediar as provas de natação, nado sincronizado e saltos ornamentais. Possui capacidade para 15 mil pessoas Foto: Divulgação
Recém-construído, o Centro Aquático de Tóquio vai sediar as provas de natação, nado sincronizado e saltos ornamentais. Possui capacidade para 15 mil pessoas Foto: Divulgação
Projetado em 1990 para servir como principal instalação para natação e outros esportes aquáticos na região, o Centro de Polo Aquático Tatsumi vai sediar o polo aquático na atual edição. Tem capacidade para 4.700 espectadores Foto: Divulgação
Projetado em 1990 para servir como principal instalação para natação e outros esportes aquáticos na região, o Centro de Polo Aquático Tatsumi vai sediar o polo aquático na atual edição. Tem capacidade para 4.700 espectadores Foto: Divulgação
Designado como local para os eventos da maratona e marcha atlética, o Parque Sapporo Odori tem aproximadamente 1,5 km de comprimento e cobre uma área de cerca de 7,8 hectares no centro da cidade de Sapporo Foto: Divulgação
Designado como local para os eventos da maratona e marcha atlética, o Parque Sapporo Odori tem aproximadamente 1,5 km de comprimento e cobre uma área de cerca de 7,8 hectares no centro da cidade de Sapporo Foto: Divulgação
O Makuhari Messe HallCentro se estende por cerca de 210 mil metros quadrados e consiste em três zonas principais. Está localizado na cidade de Chiba e abrigará as provas de luta olímpica, taekwondo e esgrima Foto: Divulgação
O Makuhari Messe HallCentro se estende por cerca de 210 mil metros quadrados e consiste em três zonas principais. Está localizado na cidade de Chiba e abrigará as provas de luta olímpica, taekwondo e esgrima Foto: Divulgação
A praia de Tsurigasaki é onde o surfe fará sua estreia em Olimpíadas. Está localizada na cidade de Ichinomiya, na costa do Pacífico da província de Chiba, e costuma atrair muitos turistas. Poderá receber 6 mil pessoas Foto: Divulgação
A praia de Tsurigasaki é onde o surfe fará sua estreia em Olimpíadas. Está localizada na cidade de Ichinomiya, na costa do Pacífico da província de Chiba, e costuma atrair muitos turistas. Poderá receber 6 mil pessoas Foto: Divulgação
A Saitama Super Arena é uma das maiores instalações multiuso do Japão, situada na cidade de Saitama. Vai receber jogos de basquete. Tem arquibancadas para 21 mil pessoas Foto: Divulgação
A Saitama Super Arena é uma das maiores instalações multiuso do Japão, situada na cidade de Saitama. Vai receber jogos de basquete. Tem arquibancadas para 21 mil pessoas Foto: Divulgação
Assim como nos Jogos de 1964, o Campo de Tiro Asaka sediará as competições de tiro. Nesta edição, contará com uma estrutura temporária para receber até 3.200 pessoas Foto: Divulgação
Assim como nos Jogos de 1964, o Campo de Tiro Asaka sediará as competições de tiro. Nesta edição, contará com uma estrutura temporária para receber até 3.200 pessoas Foto: Divulgação
O Kasumimgaseki Country Club será palco do golfe. Está localizado na cidade de Kawagoe, província de Saitama, e pode receber até 25 mil espectadores Foto: Divulgação
O Kasumimgaseki Country Club será palco do golfe. Está localizado na cidade de Kawagoe, província de Saitama, e pode receber até 25 mil espectadores Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Fujisawa, o Enoshima Yacht Harbour foi construído para os Jogos de 1964. É o primeiro porto do Japão capaz de sediar competições de esportes aquáticos. Vai receber provas de vela. Sua capacidade é de 3.600 pessoas Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Fujisawa, o Enoshima Yacht Harbour foi construído para os Jogos de 1964. É o primeiro porto do Japão capaz de sediar competições de esportes aquáticos. Vai receber provas de vela. Sua capacidade é de 3.600 pessoas Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Izu, o velódromo abriga uma pista de ciclismo de madeira de 250 metros. As provas da modalidade poderão receber 3.600 pessoas Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Izu, o velódromo abriga uma pista de ciclismo de madeira de 250 metros. As provas da modalidade poderão receber 3.600 pessoas Foto: Divulgação
Percurso off-road, o Izu MTB mede 4.100 metros de comprimento com elevações de até 150 metros. Vai sediar as competições de mountain bike. Possui capacidade para 11.500 pessoas Foto: Divulgação
Percurso off-road, o Izu MTB mede 4.100 metros de comprimento com elevações de até 150 metros. Vai sediar as competições de mountain bike. Possui capacidade para 11.500 pessoas Foto: Divulgação
O Fuji International Speedway é o circuito mais próximo da área da Grande Tóquio. Com capacidade até 22 mil espectadores, receberá as provas de ciclismo de estrada. É palco do Grande Prêmio do Japão na Fórmula 1 Foto: Divulgação
O Fuji International Speedway é o circuito mais próximo da área da Grande Tóquio. Com capacidade até 22 mil espectadores, receberá as provas de ciclismo de estrada. É palco do Grande Prêmio do Japão na Fórmula 1 Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Fukushima, o estádio de beisebol de Azuma faz parte do Parque Esportivo Azuma, que é dividido em quatro espaços recreativos. Vai sediar o beisebol e o softbol, que foram incluídos nos Jogos de Tóquio 2020. Pode receber 14.300 espectadores Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Fukushima, o estádio de beisebol de Azuma faz parte do Parque Esportivo Azuma, que é dividido em quatro espaços recreativos. Vai sediar o beisebol e o softbol, que foram incluídos nos Jogos de Tóquio 2020. Pode receber 14.300 espectadores Foto: Divulgação
Localizado no Parque de Yokohama, o estádio de beisebol de Yokohama é o primeiro multifuncional do Japão. Também serve como sede de um dos times de beisebol profissional do Japão. Vai abrigar o beisebol e o softball, com capacidade para 35 mil pessoas Foto: Divulgação
Localizado no Parque de Yokohama, o estádio de beisebol de Yokohama é o primeiro multifuncional do Japão. Também serve como sede de um dos times de beisebol profissional do Japão. Vai abrigar o beisebol e o softball, com capacidade para 35 mil pessoas Foto: Divulgação
O Sapporo Dome é casa de um time de futebol japonês e um time de beisebol. Está localizado na cidade de Sapporo, na ilha japonesa de Hokkaido. Tem capacidade para 41 mil torcedores Foto: Divulgação
O Sapporo Dome é casa de um time de futebol japonês e um time de beisebol. Está localizado na cidade de Sapporo, na ilha japonesa de Hokkaido. Tem capacidade para 41 mil torcedores Foto: Divulgação
Casa do famoso clube japonês Kashima Antlers, o Ibaraki Kashima Stadium tem capacidade para 40 mil torcedores. Inaugurado em 1993, já recebeu jogos da Copa das Confederações de 2001 e da Copa do Mundo de 2002 Foto: Divulgação
Casa do famoso clube japonês Kashima Antlers, o Ibaraki Kashima Stadium tem capacidade para 40 mil torcedores. Inaugurado em 1993, já recebeu jogos da Copa das Confederações de 2001 e da Copa do Mundo de 2002 Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Saitama, o Saitama Stadium tem capacidade para 64 mil pessoas. É casa do Urawa Red Diamonds. Recebeu quatro partidas da Copa do Mundo de 2002, incluindo um jogo do Brasil Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Saitama, o Saitama Stadium tem capacidade para 64 mil pessoas. É casa do Urawa Red Diamonds. Recebeu quatro partidas da Copa do Mundo de 2002, incluindo um jogo do Brasil Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Yokohama, o estádio internacional de Yokohama tem capacidade para 72.327 espectadores. Foi onde o Brasil sagrou-se pentacampeão mundial em 2022, após vitória sobre a Alemanha Foto: Divulgação
Localizado na cidade de Yokohama, o estádio internacional de Yokohama tem capacidade para 72.327 espectadores. Foi onde o Brasil sagrou-se pentacampeão mundial em 2022, após vitória sobre a Alemanha Foto: Divulgação
O Miyagi Stadium está localizado na cidade de Rifu e será usado para o futebol. Sua capacidade é de 49 mil pessoas Foto: Divulgação
O Miyagi Stadium está localizado na cidade de Rifu e será usado para o futebol. Sua capacidade é de 49 mil pessoas Foto: Divulgação

O exame foi realizado no dia 11 de junho, de forma surpresa, no Rio de Janeiro, onde o halterofilista fazia preparação para os Jogos Olímpicos.

Fernando, que mora nos Estados Unidos, vinha treinando no CT do Time Brasil e agora é o segundo atleta do país a testar positivo para substância proibida enquanto treinava nas instalações do COB.

O primeiro foi André Calvelo, da natação, já julgado e condenado a quatro anos de suspensão por uso de esteróide anabolizante. O nadador chegou a dipsutar a seletiva, teve excelente desempenho e logo em seguida, foi cortado da seleção.

Fernando viajaria na semana que vem para o Japão e tinha chances reais de medalha, principalmente pela ausência de rivais de países que tiveram muitos casos de doping recentes e, por isso, perderam vagas.

Esta não é a primeira vez que Fernando Reis se vê envolvido num episódio de doping. Em 2011, ele testou positivo para a substância metilhexanamina. Ela foi encontrada durante o Campeonato Nacional Universitário, em Shrevport, nos Estados Unidos. Mas voltou a competir no mesmo ano e conquistou o ouro no Pan de Guadalajara-MEX.

Ironicamente, ele conquistou a primeira medalha do levantamento de peso brasileiro em um Mundial após a desclassificação de um concorrente por doping. Na edição de 2018, disputada em Ashgabat (Turcomenistão), Fernando terminou em quarto lugar na categoria +109kg. Terceiro colocado, o uzbeque Rustam Djangabaev acabou desclassificado, o que fez o brasileiro herdar o bronze.

A boa colocação no Mundial credenciou Fernando a brigar por uma medalha nos Jogos de Tóquio. Na Rio-2016, ele terminou em quinto lugar.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.