BUSCAR
BUSCAR
Turismo
Obras do Terminal da Redinha devem ser iniciadas em janeiro
Orçada em R$ 25 milhões, licitação da obra está em fase de conclusão e os serviços têm previsão de finalização para 18 meses
Redação
22/12/2021 | 10:13

O projeto do Terminal Turístico da Redinha está bem próximo de sair do papel e virar uma realidade que beneficiará natalenses e turistas. Orçada em R$ 25 milhões graças a uma parceria entre a Prefeitura do Natal e o Governo Federal, através do Ministério do Turismo, a licitação da obra está em fase de conclusão e o início dos serviços tem previsão para janeiro do próximo ano.

O objetivo é transformar a praia localizada na Zona Norte da capital potiguar em um novo pólo turístico da cidade, aproveitando a facilidade de acesso a partir da ponte Newton Navarro e do atrativo gastronômico representado pela tradicional ginga com tapioca – que já é Patrimônio Cultural Imaterial do RN. As obras do Terminal Turístico da Redinha contam com o apoio da bancada federal potiguar na liberação de emendas parlamentares para o projeto.

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), a obra do Complexo Turístico da Redinha engloba a reformulação completa do mercado, criação de novos acessos ao local, abertura de nova rua ligando a ponte Newton Navarro ao mercado; construção de deck para passeio, recuperação do quebra-mar e instalação de nova iluminação na área. Além disso, a Prefeitura do Natal promoverá novos 29 boxes e seis restaurantes na obra final do Complexo Turístico. As obras têm previsão de conclusão de 18 meses. Com vista privilegiada, o projeto promete encantar e deverá se tornar uma grande atração para os turistas, beneficiando a atividade econômica da região. “Temos uma estimativa de finalizar tudo dentro desse prazo”, afirmou o secretário Carlson Gomes, titular da Semov.

Engorda de Ponta Negra

Além dos investimentos na Zona Norte de Natal, a gestão municipal pretende levar melhorias para a orla na Zona Sul da cidade. Em Ponta Negra, há o projeto de engorda que atualmente está sendo concluído o estudo ambiental, que deve ser entregue em janeiro. Com o levantamento em mãos, a Prefeitura do Natal lançará o edital da obra.

A intervenção na praia de Ponta Negra vai receber o maior volume de investimentos públicos de Natal, no total de R$ 75,1 milhões. O alargamento da faixa de areia de Ponta Negra contempla quatro quilômetros de extensão entre o Morro do Careca e o hotel Serhs, na Via Costeira. De acordo com o projeto apresentado pelo titular da Semov, Carlson Gomes, a engorda será feita a partir da retirada de um banco de areia do mar, com o mesmo tamanho, densidade e granulometria do material original da praia.

Estudos realizados previamente identificaram um banco localizado na região de Areia Preta, de 6 milhões de metros cúbicos de areia.

A intervenção vai deixar a faixa de areia de Ponta Negra em 100 metros quando a maré estiver seca e 30 metros a 50 metros quando estiver cheia. O projeto de engorda de Ponta Negra tem recebido o apoio do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, no empenho para a liberação dos recursos. A expectativa é que os serviços sejam realizados em 30 meses, com avanço gradual de aterramento e contenção, até completar toda a extensão. O aterramento prevê a ampliação da faixa de areia na praia para instalação de barracas, uso esportivo e passeio dos banhistas e visitantes.

“A principal atividade econômica da cidade é o turismo e 80% dos empreendimentos turísticos estão naquela região. É um impacto enorme para Natal”, afirmou o prefeito Álvaro Dias.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.