BUSCAR
BUSCAR
Novo recall da Honda envolve 423,2 mil automóveis no Brasil

13/05/2015 | 06:13

A Honda Automóveis promove um recall de modelos Fit, City, Civic e CR-V. Segundo a montadora, veículos fabricados a partir de 2011 podem apresentar defeito na marcação do nível de combustível. Há 423.217 automóveis envolvidos.

No ano passado, a montadora japonesa convocou o recall de mais de 40 mil unidades de modelos Civic, CR-V, Accord e Fit, por falhas no airbag. O problema envolveu veículos produzidos em diversas partes do mundo, afetando 10 milhões de unidades e prejudicando a imagem da companhia.

O lucro global da companhia recuou 7% no ano passado na comparação com 2013, afetado ainda por vendas menores na China e no Japão.

No novo recall, anunciado nesta terça (12), o mostrador do painel –dos carros com problemas– indica um volume de gasolina ou etanol superior ao existente no tanque, o que pode levar a uma pane seca (desligamento do motor por falta de combustível).

Os proprietários chamados deverão agendar o serviço para a partir do dia 1° de junho. O reparo é gratuito e consiste na troca do sensor que mede o nível de combustível.

O serviço pode ser agendado de segunda a sexta-feira (das 08h às 20h) pelo telefone 0800 7013432 ou pelo site www.honda.com.br/recall/autos, onde é possível saber, por meio do número do chassi, se o carro está incluído nos que precisam de reparo.

A montadora recomenda que os proprietários dos veículos mencionados mantenham o nível do combustível acima de meio tanque.

O sedã médio Civic é o que tem o maior número de unidades convocadas: 171.044. O hatch Fit vem em segundo (149.736), seguido por City (87.196) e CR-V (15.241).

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.