BUSCAR
BUSCAR
Eleições
Nossa chapa majoritária será feita junto com a oposição, diz Brenno
O pré-candidato pelo Solidariedade afirmou que pode levar a disputa ao segundo turno e, lá, derrotar Fátima Bezerra
Redação
23/03/2022 | 09:24

Pré-candidato ao governo do Estado, Brenno Queiroga (SD), afirmou que o Solidariedade está aberto para ouvir e dialogar com os partidos de oposição visando a formação de chapa majoritária contra a governadora Fátima Bezerra (PT) nas eleições de outubro. Para isso, as siglas interessadas devem possuir o mesmo entendimento político-eleitoral que a legenda e um projeto administrativo sustentável e moderno que estimule o crescimento econômico seguro para o Rio Grande do Norte.

“Em 2018, lançamos uma chapa pura, mas, esse ano, deixamos as vagas de senador e de vice-governador livres para negociar com partidos que tenham o mesmo entendimento político nosso, que defendam o mesmo projeto de desenvolvimento para o Rio Grande do Norte e uma máquina pública enxuta, eficiente e transparente. Quem defender essas teses, vamos sentar e conversar, para tentar trazer para dentro do nosso projeto porque ninguém faz nada só. Nosso projeto é bem organizado. Vamos escutar os outros nomes e ver o que acontece”, disse, em entrevista à 94 FM.

Brenno garantiu que ter um bom projeto governamental para o Estado e um bom projeto político, para dar suporte ao administrativo, é essencial e que todos os partidos de oposição que se encaixarem nesses requisitos serão bem-vindos. Ele disse também que seu nome está consolidado para as eleições de outubro e que acredita que desta vez, tem chances reais de levar a disputa do governo do Estado, contra Fátima Bezerra, para o segundo turno, onde poderá derrotar a petista. E falou sobre os projetos do Solidariedade para o Estado, caso seja eleito.

“Temos um projeto para o desenvolvimento do RN, que já está sendo construído há muito tempo. Nossa meta é trazer muitos empregos, transformar o RN no melhor estado para se abrir uma empresa no Brasil, desburocratizando a máquina pública estadual e trazendo as prefeituras para fazerem o mesmo procedimento. Em 2018, apresentamos nosso plano e mais de 106 mil pessoas votaram em nós. Nossa expectativa, este ano, é conquistar em torno de 450 a 500 mil votos e levar essa campanha para o segundo turno. Criamos um projeto sólido para quem está insatisfeito. O eleitor quer uma candidatura com chance de vitória, que é o que oferecemos”, afirmou.

O pré-candidato disse ainda que pretende escutar a oposição, para futuras alianças para as vagas de senador de vice-governador e que o partido triplicou seu tamanho de 2018 para cá, focando nas eleições majoritárias e proporcionais. “Temos três deputados estaduais, prefeitos e estamos levando nossa candidatura para o povo do RN, para conhecer nosso projeto de governo.

Sou pré-candidato contra Fátima Bezerra e nossa pré-candidatura está posta, estamos aqui para conversar com a oposição e formar um time bom. Se Deus quiser, vamos para o segundo turno e vamos ganhar essa eleição”.

Mais empresas, mais empregos

“Quando se abre mais empresas, se aumenta a concorrência e baixam os preços, aumentam a arrecadação, baixam as alíquotas, tornamos o produto mais barato, começamos a exportar e geramos mais empregos. Se continuarmos fazendo o que sempre fizemos, teremos o mesmo resultado. Então, se o cidadão está satisfeito com o que está sendo feito no RN, ele continua fazendo o que sempre fez”, disse Brenno Queiroga, que defende a geração de emprego e renda como forma de melhorar a vida da sociedade potiguar.

Apoio em discussão

Sobre o apoio declarado do deputado estadual Kelps Lima e do prefeito de Mossoró, Allyson Bezerra ao ministro das Comunicações Fábio Faria (PP) para o Senado Federal, feito no ano passado, Brenno afirmou que o partido está conversando internamente sobre o tema e o que será feito, já que o ministro desistiu de se candidatar, em benefício do ministro do Desenvolvimento Regional Rogério Marinho (PL). “Muito em breve anunciaremos essa composição, não irá demorar muito não”.

Aliança MDB-PSDB

Para o pré-candidato pelo Solidariedade, a aliança firmada neste domingo pelos presidentes do MDB e o PSDB, Walter Alves e Ezequiel Ferreira, respectivamente, poderá ter efeitos positivos em sua campanha ao Estado. “A união entre os dois impactará positivamente, por que Ezequiel votou em Fátima Bezerra nas eleições de 2018. E, com a saída dele do grupo de Fátima, além de dividir os votos, vai ajudar a me levar para o segundo turno”, afirmou.

Sobre uma possível candidatura de Ezequiel Ferreira ao governo do RN, Brenno afirmou que não acredita nas hipóteses discutidas pela imprensa potiguar e que só acreditará quando o tucano finalmente se pronunciar sobre a possível candidatura. “Ezequiel só será candidato quando ele disser, porque, até agora, ele não falou nada”, finalizou.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.