BUSCAR
BUSCAR
Empoderamento
Nordeste lidera ranking de mulheres na política, mas número ainda é baixo
Levantamento também evidencia a desigualdade de gênero na participação política no Brasil
Redação
29/09/2020 | 16:48

A região Nordeste do Brasil tem a maior proporção de vereadoras eleitas, com 15,12% do total, apontam os dados do Atlas Brasil, divulgados nesta terça-feira 29. A menor proporção estava no Sudeste, com 11,20%.

Os dados dizem respeito a 2017, levantamento mais recente do Atlas, uma parceria entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Fundação João Pinheiro (FJP).

O levantamento também evidencia a desigualdade de gênero na participação política no Brasil. Apenas 11,54% dos municípios no país eram chefiados por prefeitas em 2017. E, naquele ano, 23,28% das câmaras municipais não tinham sequer uma mulher eleita.

Além disso, 68,99% dos municípios tinham menos de 20% de suas cadeiras nas câmaras municipais ocupadas por mulheres e 89,80% dos municípios, menos de 30%.

O objetivo do Atlas Brasil é monitorar o desempenho do país no cumprimento dos 17 objetivos para o desenvolvimento sustentável até 2030. O plano foi firmado entre líderes mundiais, em 2015, na Organização das Nações Unidas.

A Igualdade de Gênero é o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 5 publicado pelo Atlas Brasil.

De acordo com o documento, “alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas” é a meta do ODS 5.

Este objetivo tem como foco acabar com todas as formas de discriminação contra mulheres e meninas, garantir direitos e recursos econômicos iguais para mulheres, e assegurar o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva.

O ODS 5 também pretende garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão na vida política, econômica e pública.

Em 2015, líderes mundiais estiveram na sede da ONU, em Nova York, e decidiram pela criação de um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O Atlas Brasil analisa 13 objetivos dos 17 totais. São eles:

1 – Erradicação da Pobreza

2 – Fome Zero e Agricultura Sustentável

3 – Saúde e Bem-Estar

4 – Educação de Qualidade

5 – Igualdade de Gênero

6 – Água Potável e Saneamento

7 – Energia Acessível e Limpa

8 – Trabalho Decente e Crescimento Econômico

9 – Indústria, Inovação e Infraestrutura

10 – Redução das Desigualdades

11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis

12 – Consumo e Produção Responsáveis

13 – Ação contra a mudança global do clima

14 – Vida na água

15 – Vida Terrestre

16 – Paz, justiça e instituições eficazes

17 – Parcerias e meios de implementação

*As informações são da CNN Brasil

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.