BUSCAR
BUSCAR
Eleição no Senado
No RN, apenas um senador definiu voto para eleição à presidência do Senado
A quase dez dias da eleição para o Senado Federal, que acontece em 1º de fevereiro, apenas o senador Jean Paul Prates (PT-RN) definiu voto
Redação
22/01/2021 | 07:55

Dos três senadores que integram a bancada do Rio Grande do Norte no Senado Federal, apenas um decidiu em quem vai votar para assumir a Mesa Diretora da Casa: Jean Paul Prates (PT-RN). Os demais, Styvenson Valentim (Podemos-RN) e Zenaide Maia (PROS-RN) ainda não escolheram quem eles querem que seja o sucessor de Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Com a eleição marcada para 1º de fevereiro, apesar da vigente pandemia causada pelo coronavírus, Styvenson Valentim (Podemos-RN) participa de um encontro com o candidato à presidência do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (Democratas-MG). O parlamentar potiguar quer conhecer quais serão as marcas de um possível mandato do postulante mineiro. A conversa acontece nesta sexta-feira 22.

Segundo apurou a reportagem do Agora RN, Styvenson conversou anteriormente com Simone Tebet (MDB-MS). Até o momento, ele ainda não indicou em quem votará. Pacheco e Tebet são os favoritos para assumirem o comando da Casa, que deve se estender até 2022. Para ser eleito, o candidato precisa de 41 dos 81 votos.

“Ainda não defini meu voto para a presidência do Senado, porque me sinto na obrigação de avaliar com cuidado o que cada candidato pensa quando assumir o posto. Também espero a conversa que terei com o senador Rodrigo Pacheco, pessoalmente, antes de me decidir. Já tive uma conversa com a senadora Simone Tebet e, mesmo o meu partido, o Podemos, tendo fechado apoio à candidatura dela, eu tenho total liberdade de escolha”, disse Valentim.

A senadora Zenaide Maia também não deliberou sobre sua decisão. A parlamentar, no entanto, integra o PROS, sigla que já declarou o apoio a Pacheco. Caso essas declarações sejam reforçadas na urna, o candidato emedebista já conta com 68% dos votos necessários para se eleger no biênio 2021-2022.

A disputa pela presidência do Senado Federal engloba, ainda, Major Olimpio (PSL-SP) e Jorge Kajuru (Cidadania-GO). Apesar do voto ser secreto, o senador Jean adiantou para reportagem que vai votar em Pacheco. A decisão, de acordo com o parlamentar potiguar, se deve às conversas que os senadores tiveram, tanto individualmente quanto em conjunto com a bancada do PT.

“Ele (Pacheco) assumiu compromisso de atuar com postura independente e de ouvir e defender princípios fundamentais para o Partido dos Trabalhadores”, comenta.

O senador revela que entregou ao candidato um documento com oito ações para enfrentar a “agenda de retrocessos do Governo Bolsonaro”. Segundo Jean, Pacheco concordou em empunhar essas bandeiras que são, por exemplo, a defesa da vida, a economia para todos, o combate à fome e a defesa do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável. O parlamentar, apesar disso, reconhece que a eleição deste biênio conta com “candidatos de alto nível”.

Ele, ainda, demonstra “grande admiração” pela trajetória de Tebet, porém, “acho que a sua postulação tardou demais, em meio à dubiedade do governismo emedebista”.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.