BUSCAR
BUSCAR
Imunização
No primeiro dia de campanha, oito pessoas são vacinadas contra a Covid-19 no RN
Cearense de Aracati, primeira vacinada chegou ao Rio Grande do Norte no final da década de 1970 e iniciou carreira na área da saúde aos 21 anos
Bruno Vital
20/01/2021 | 08:40

A primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte foi a técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos. Servidora pública há 35 anos e lotada no Hospital Giselda Trigueiro em Natal, ela recebeu a primeira dose da CoronaVac na manhã de terça-feira (19).

“É uma emoção muito grande depois de acompanhar tão de perto essa pandemia. Era um sonho pra gente tomar a vacina depois de ver tanto sofrimento e presenciar tantas vidas que se foram. Agora a esperança se renova de que tudo vai dar certo. Eu tomei e não senti nenhuma dor, só felicidade mesmo”, disse Maria das Graças em entrevista ao Agora RN, instantes após receber a primeira dose da vacina.

Cearense de Aracati, Maria chegou ao Rio Grande do Norte no final da década de 1970 e iniciou carreira na área da saúde aos 21 anos. Ela segue atuando na linha de frente de combate à pandemia do coronavírus no Giselda Trigueiro, hospital referência para o tratamento de doenças infecto-contagiosas no estado. “A vacina vai nos permitir uma maior tranquilidade para trabalhar, mas ainda é preciso manter o uso de máscara e o distanciamento social para a gente vencer esse vírus”, completou emocionada. Além dela, outros sete profissionais de saúde foram imunizados no ato simbólico na Escola de Governo do RN.

Os vacinados

  • Antônia Pinheiro da Silva Araújo, 54 anos, enfermeira da ESF – Comunidade Indígena de Lagoa do Tapará (Macaíba);
No primeiro dia de campanha, oito pessoas são vacinadas contra a covid-19 no rn
Foto: José Aldenir/Agora RN
  • Edilma Pereira da Silva, 49, técnica de enfermagem do Hospital de Campanha (São Gonçalo do Amarante);
No primeiro dia de campanha, oito pessoas são vacinadas contra a covid-19 no rn
Foto: José Aldenir/Agora RN
  • Geny Souza de Santana, 67, médica do Hospital Maternidade do Divino Amor (Parnamirim);
No primeiro dia de campanha, oito pessoas são vacinadas contra a covid-19 no rn
Foto: José Aldenir/Agora RN
  • Giorgione Guerra Cabral, 31, médico do Hospital de Campanha (Natal);
No primeiro dia de campanha, oito pessoas são vacinadas contra a covid-19 no rn
Foto: José Aldenir/Agora RN
  • Renata de Souza Carneiro Martins da Silva, 29, técnica de enfermagem do Centro Covid (Extremoz);
No primeiro dia de campanha, oito pessoas são vacinadas contra a covid-19 no rn
Foto: José Aldenir/Agora RN
  • Maria de Lourdes Nascimento De Morais, 54, enfermeira (Ceará-Mirim);
No primeiro dia de campanha, oito pessoas são vacinadas contra a covid-19 no rn
Foto: José Aldenir/Agora RN
  • Renato de Oliveira, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Natal).
No primeiro dia de campanha, oito pessoas são vacinadas contra a covid-19 no rn
Foto: José Aldenir/Agora RN

O socorrista do Samu Renato de Oliveira falou em “alívio” e destacou que a vacina oferece maior tranquilidade para seguir atuando no combate à pandemia. “Tenho filho pequeno e pessoas que convivem comigo e a gente sofre muito com o afastamento da família. Tenho amigos queridos que não vejo há 11 meses, passei muito tempo abraçando meu filho só por lençol, mas agora a gente consegue respirar um pouco mais aliviado para trabalhar também. Queria deixar uma mensagem para os potiguares de que essa vacina é fruto de muito estudo acumulado e se puderem se vacinar corram para o posto”, contou.

A técnica de enfermagem Edilma Pereira, de São Gonçalo do Amarante, fez coro aos colegas de profissão vacinados. “É uma felicidade muito grande, é uma esperança que chega para a gente. Agora a gente pode trabalhar com mais segurança. Essa vacina é muita boa, esperamos que a população também tome quando for possível porque só assim a gente vai vencer essa pandemia. A vacina vai poupar muitas vidas”, ressaltou.

Ao todo, o governo estima vacinar 39.258 pessoas com duas doses da CoronaVac. Deste contingente, a maioria será destinada aos profissionais da saúde: 37.848. O restante será dividido entre idosos (1.400) e pessoas com deficiência (10).

A cerimônia de vacinação simbólica que deu o pontapé inicial à campanha de imunização no estado começou por volta das 10h e se estendeu até o começo da tarde. Estiveram presentes a governadora Fátima Bezerra, o vice-governador Antenor Roberto, o secretário de Saúde Cipriano Maia e a secretária-adjunta de Saúde Maura Sobreiro, além de prefeitos e autoridades sanitárias de cidades da Região Metropolitana de Natal.

“Lá se vão quase 12 meses de enfrentamento à pandemia, que infelizmente se apresentou como uma das mais graves da nossa história. Então estarmos dando início ao processo de vacinação no Rio Grande do Norte representa muita confiança e esperança. É o início de uma longa caminhada, onde nós vamos, se Deus quiser, derrotar essa pandemia e garantir a vida do povo do nosso estado”, destacou a governadora.

O vice-governador também fez um retrospecto dos dez meses de pandemia e comemorou a chegada das vacinas. “É um momento de emoção para todos. Até mesmo os profissionais de saúde experimentados tremeram um pouco na hora de aplicar as vacinas porque todos eles são combatentes que vivenciaram de perto perdas de vidas. Algumas dessas vidas poderiam ter sido poupadas se o plano federal tivesse permitido um sistema de solidariedade, de logística, que permitisse acudir melhor os estados, mas o que vale agora é o futuro e o futuro nos traz a vacina”, comentou Antenor Roberto.

O governo estadual também aproveitou para fazer a entrega simbólica de 1 mil tablets aos municípios. Os equipamentos irão auxiliar a coleta e consolidação dos dados da vacinação no RN, que serão divulgados em tempo real pelo portal RN Mais Vacina, sistema desenvolvido em parceria com a UFRN.

Caminho da vacina

Rio grande do norte recebe primeiras doses de vacina contra covid-19
Carga com vacinas chegou ao RN na madrugada de terça (19) – Foto: Elisa Elsie

Após muita expectativa e sucessivos atrasos na logística do Ministério da Saúde, o Rio Grande do Norte recebeu o primeiro lote de vacinas contra o coronavírus na madrugada desta terça-feira 19. A previsão inicial era de que as doses chegassem em solo potiguar às 11h30 na segunda, mas o voo vindo de Guarulhos (SP) acabou sendo remarcado para a madrugada de ontem, o que frustrou os planos do Governo do Estado de começar a vacinação simbólica já na segunda, às 17h.

As 82.440 doses da CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, desembarcaram no Aeroporto Internacional de Natal à 1h.

Rio grande do norte recebe primeiras doses de vacina contra covid-19
RN recebeu 82 mil doses – Foto: Elisa Elsie

Do aeroporto, o lote foi escoltado pela Polícia Federal (PF) até a Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) em Natal. Na central, a carga foi dividida em remessas para envios às regionais localizadas em Mossoró, Santa Cruz, Pau dos Ferros, Caicó, João Câmara e São José de Mipibu. As regionais foram as responsáveis por distribuir as doses para os 167 municípios potiguares.

Embora o RN tenha recebido 82 mil doses, cerca de metade deste número irá se vacinar. Isso porque a CoronaVac — vacina que teve o uso emergencial aprovado no domingo 17 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) — é administrada em duas aplicações, com intervalo de 14 a 28 dias.

313 dias

Rn+vacina: mais de 400 mil potiguares já se cadastraram para receber imunização contra a covid
Doses da CoronaVac – Foto: José Aldenir/Agora RN

313 dias foi o período entre a confirmação do primeiro caso de Covid-19 e a aplicação da primeira vacina anti-coronavírus no RN. Apesar da conquista, até então inédita na história global, a pandemia segue contaminando e matando pessoas no Rio Grande do Norte. A recomendação dos profissionais da saúde é manter o distanciamento social, uso da máscara e higienizar as mãos com álcool 70%.

Segundo o último boletim epidemiológico da Sesap, divulgado nesta terça-feira 19, o Rio Grande do Norte atingiu a marca de 130.973 pessoas infectadas e 3.188 óbitos causados pela doença. Ainda de acordo com a Sesap, outras 538 mortes ainda estão sob investigação.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.