BUSCAR
BUSCAR
Saúde Mental
No Dia da Saúde Mental, saiba onde encontrar atendimento psicológico gratuito
Site que mostra onde e como buscar serviços gratuitos de psicologia e psiquiatria
Redação
10/10/2020 | 07:35

O Dia Mundial da Saúde Mental é lembrado todos os anos em 10 de outubro. Foi criado em 1992 por iniciativa da Federação Mundial para Saúde Mental com o objetivo de educar e conscientizar a população sobre a importância do tema e diminuir o estigma social.

Neste ano, a data é celebrada em meio à pandemia no novo coronavírus, que tem provocado sintomas de depressão e ansiedade em parte da população.

Pensando no impacto da quarentena na saúde mental, o Instituto Vita Alere, que desenvolve projetos e pesquisas nessa área da saúde, disponibilizou um site que mostra onde e como buscar serviços gratuitos de psicologia e psiquiatria.

A iniciativa, que teve apoio técnico do Google, traz um mapa virtual, com contatos para atendimento online, e um mapa presencial, com endereços de Caps (Centro de Atenção Psicossocial), Caism (Centro de Atenção Integrada à Saúde Mental ), hospitais psiquiátricos, ONGs e clínicas de faculdades.

O site também indica o atendimento de acordo com o tipo de paciente: para o público em geral, para profissionais da saúde e para grupos específicos, como pessoas que perderam parentes e amigos por Covid-19, idosos, gestantes e adolescentes.

Para facilitar qual tipo de ajuda buscar, o site tem um guia que explica como funciona o tratamento com um psicólogo, o que faz um psiquiatra e em quais situações se deve procurar um hospital psiquiátrico, por exemplo.

Uma pesquisa divulgada em maio e coordenada pelo Instituto de Comunicação e Informação em Saúde (Icict), da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), em parceria com a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) revelou alterações de comportamento na população brasileira durante as primeiras semanas do isolamento social.

O estudo que contou com a participação de 44.062 pessoas de todo o território nacional mostrou que 40% dos entrevistados se sentiram tristes ou deprimidos e 54% se sentiram ansiosos ou nervosos frequentemente. Os percentuais foram ainda maiores entre adultos jovens (na faixa de 18 a 29 anos): 54% e 70%, respectivamente.

Na segunda-feira (5), uma pesquisa divulgada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) indicou que o atendimento em saúde mental foi reduzido ou interrompido em 93% dos países do mundo.

A pesquisa foi realizada de junho a agosto de 2020, entre 130 países nas seis regiões da OMS.

Mapa da Saúde Mental
https://mapasaudemental.com.br

*As informações são da Agência Brasil

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.