BUSCAR
BUSCAR
Caso
Neymar e Álvaro González serão julgados em caso de racismo nesta quarta
De acordo com a mídia francesa, Neymar, Álvaro e os árbitros da partida já foram ouvidos sobre o caso, mas devem participar da audiência para a apresentação das versões finais sobre o episódio. O jogo ficou marcado pelas acusações de Neymar de racismo contra González
Estadão
30/09/2020 | 12:50

A comissão disciplinar da Liga Profissional da França (LFP) julga nesta quarta-feira, 30, o caso da suposta ofensa racista dirigida a Neymar por parte do zagueiro espanhol Álvaro González. A audiência será realizada remotamente. O episódio tem relação com a confusão ocorrida durante a derrota do Paris Saint-Germain para o Olympique de Marselha, por 1 a 0, em rodada do Campeonato Francês, no dia 13 deste mês. Foram 17 cartões distribuídos pela arbitragem ao longo da partida, sendo cinco vermelhos.

De acordo com a mídia francesa, Neymar, Álvaro e os árbitros da partida já foram ouvidos sobre o caso, mas devem participar da audiência para a apresentação das versões finais sobre o episódio. O jogo ficou marcado pelas acusações de Neymar de racismo contra González, do time de Marselha. O brasileiro já foi suspenso por dois jogos por ter dado um tapa no espanhol, que nega ter feito declarações de cunho racista.

A ofensa teria acontecido ainda no primeiro tempo da partida, após um desentendimento entre o atacante e o defensor. Neymar foi até o quarto árbitro e disse as palavras ‘racismo, não!’, mas nada foi feito pela equipe de arbitragem. No final do jogo, após uma briga generalizada, o camisa 10 deu um tapa na cabeça de González e recebeu o cartão vermelho.

A discussão prosseguiu nas redes sociais, e Neymar afirmou que o único arrependimento foi não ter ‘dado na cara’ do espanhol; González afirmou que não era racista, insinuou que a situação foi devido à derrota do PSG e postou uma foto do elenco do Olympique – Neymar então respondeu criticando-o e dizendo que ele ‘não era homem de assumir o erro’.

O Olympique defendeu González e assegurou que o espanhol não é racista. Um tio do zagueiro afirmou que a palavra pronunciada foi ‘bobo’, e não ‘mono’, em entrevista na Espanha. O PSG promete usar até uma reportagem da Globo para provar que Neymar foi ofendido.

Segundo a imprensa francesa, o atacante brasileiro será julgado por supostos comentários homofóbicos contra González e também por possíveis insultos racistas em direção lateral japonês Hiroki Sakai. O canal espanhol “Gol” divulgou um vídeo com leitura labial e legendas da discussão entre eles que mostra a possível discriminação de gênero por parte do camisa 10 parisiense.

O gancho pode ser de até dez jogos e começaria a valer neste fim de semana. Para piorar, Neymar sentiu dores na panturrilha após o triunfo do PSG por 2 a 0 sobre o Reims, no último domingo, e pode ser desfalque nos próximos jogos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.