BUSCAR
BUSCAR
Sentença
Neonazista é condenado à prisão perpétua na Alemanha por morte de político pró-migração
Ernst matou, com um tiro na cabeça, Walter Lübcke, um político de 65 anos da CDU, partido de Merkel. Um cúmplice de Ernst, que o ensinou a atirar - sem saber, aparentemente, de suas intenções - foi condenado a um ano e seis meses de prisão
Estadão
28/01/2021 | 08:20

O neonazista alemão Stephan Ernst, 47, foi condenado à prisão perpétua por um tribunal de Frankfurt, nesta quinta-feira, 28, pelo assassinato, em junho de 2019, de um político do partido da chanceler Angela Merkel que favorecia a acolhida de migrantes.

Ernst matou, com um tiro na cabeça, Walter Lübcke, um político de 65 anos da CDU, partido de Merkel.

Um cúmplice de Ernst, que o ensinou a atirar – sem saber, aparentemente, de suas intenções – foi condenado a um ano e seis meses de prisão.

Tratou-se de um julgamento histórico, já que Lübcke foi o primeiro político assassinado no país desde 1945.

Durante o julgamento, Ernst pediu perdão à família da vítima por seu crime “cruel e covarde”.

Lübcke manifestava seu claro apoio à recepção de migrantes decidida por Merkel. Entre 2015 e 2016, mais de um milhão de refugiados foram recebidos na Alemanha.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.