BUSCAR
BUSCAR
Cuidados
Natal amplia linha de cuidado em consultas ambulatoriais pós-covid
Este atendimento pós-covid é realizado em parceria com o Instituto de Medicina Tropical (IMT/UFRN) oferecendo, em ambulatório, consultas especializadas a pacientes
Redação
03/07/2021 | 11:36

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS/Natal), ampliou a linha de cuidado ao paciente covid, proporcionando uma assistência mais completa. A capital conta com o atendimento pré-covid no qual os agentes comunitários realizam busca ativa e encaminham atendimento, e agora também dispõe do pós-covid, que contempla atendimento com especialistas e exames complementares, para pessoas que apresentem sequelas após a cura da doença.

Este atendimento pós-covid é realizado em parceria com o Instituto de Medicina Tropical (IMT/UFRN) oferecendo, em ambulatório, consultas especializadas a pacientes que receberam alta em qualquer serviço da rede de atenção do Município. A estratégia teve início de forma experimental em abril de 2021 e já atendeu mais de 60 pessoas.

Os pacientes atendidos são referenciados pelo médico ainda no serviço, com encaminhamento após 21 dias de alta se houver persistência de qualquer sintoma durante a recuperação em casa, sempre após o adoecimento. Até o momento, o projeto conta com clínica geral, infectologia e psiquiatria. Nos próximos meses a SMS/Natal vai ampliar para outras especialidades como neurologia, pneumologia, cardiologia e reumatologia. Os atendimentos são realizados no ambulatório do IMT e também nas Policlínicas de Natal.

De acordo com o secretário Municipal de Saúde de Natal, George Antunes, sempre foi um cuidado do município ter essa atenção em toda a linha assistencial. “Desde o início da pandemia que a gente vem estudando junto à nossa equipe técnica a melhor forma de poder assistir o paciente covid, desde a prevenção, passando pela fase infl amatória, até o pós-covid. Agora estamos aprimorando cada vez mais todas essas formas de atenção”, indica. “Essa é mais uma ação que vem para somar na linha de cuidado ao paciente acometido por essa doença.

A gente percebe que dois terços dos pacientes que desenvolvem a forma mais grave tem algum tipo de queixa pós-covid: dor de cabeça, difi culdade de respirar, algum desconforto em algum parte do corpo, por isso o médico vai referenciar na linha de cuidado, seja através de uma UPA, um centro de enfrentamento ou hospital, para ter esse atendimento especializado e repetir algum exame complementar como radiografi a ou tomografi a, por exemplo”, comenta Rosângela Morais, coordenadora médica do Departamento de Atenção Básica da SMS/Natal.

A funcionária pública Cléa Patrícia dos Santos foi uma das primeiras atendidas pelo projeto e aprovou a assistência. “Tive covid em março, com todos os sintomas, mas no pós-covid senti muita ansiedade, dores musculares, falta de sensibilidade em uma das mãos e muita fadiga. Fui encaminhada e atendida por Dr. Stone San, que também atua no Hospital de Campanha, e me surpreendi com a atenção desde a primeira consulta: relatei tudo e tive um acompanhamento com remédios, apoio psicológico remoto através das ligações que eu recebia do Distrito. Hoje me sinto bem melhor e minha consulta de retorno está agendada para julho”, afirma.

A busca ativa identifica pessoas com sintomas da covid, que são orientadas a buscar atendimento nas UBSs, para receber atendimento e tratamento que podem ser nas próprias UBSs, nos Centros Covid, Unidades de Pronto Atendimento e Hospitais da rede

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.