BUSCAR
BUSCAR
Ato
Familiares de presidiários fazem protesto após suspensão das visitas em unidades prisionais do RN: “Comida com tapuru”
De acordo com uma das manifestações, o protesto quer "apenas melhoria" para os presos do Rio Grande do Norte
Redação
25/01/2022 | 13:06

Mulheres que têm relacionamento com homens que cumprem penas no sistema penitenciário do Rio Grande do Norte fizeram um protesto contra a suspensão das visitas nas unidades prisionais, bem como para reivindicar melhores condições para os apenados e o retorno da visita intima, suspensa desde 2017.

O ato aconteceu nesta terça-feira (25), em Natal, e reuniu cerca de 20 cidadãs. Elas estavam na marginal da BR-101, no trecho próximo à passarela de Potilândia, em frente ao Centro Administrativo do estado, na zona Sul da capital. Por causa da chuva, o movimento se dispensou, mas foi retomado no começo da tarde, na BR-101.

De acordo com uma das manifestações, o protesto quer “apenas melhoria” para os presos. “O motivo do protesto é a falta de alimentação e de medicação. Há maus-tratos (dentro) do sistema prisional. A gente só quer melhoria e mais nada, (pois) a comida está ‘vindo’ estragada, podre, (com) tapuru”, desabafou.

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) foi procurada pelo Agora RN para se posicionar sobre as reivindicações das mulheres, mas a pasta informou que não vai se posicionar.

A Seap suspendeu as visitas sociais e religiosas presenciais nas oito unidades prisionais com presos e servidores infectados desde a última sexta-feira (21). As visitas virtuais (televisitas) ocorrem normalmente. O passaporte vacinal é requisito para acesso aos presídios, inclusive para os prestadores de serviço e policiais penais. As visitas permanecem liberadas nas outras 10 penitenciárias do Estado.

A suspensão das visitas atinge a Penitenciária Estadual de Alcaçuz e Penitenciária Rogério Coutinho Madruga, ambas em Nísia Floresta, Central de Recebimento e Triagem de Parnamirim, Cadeia Pública de Ceará-Mirim, Cadeia Pública de Caraúbas, Penitenciária Agrícola Mário Negócio, em Mossoró, Penitenciária João Chaves Masculino, em Natal, e Centro de Detenção Provisória Feminina de Parnamirim. A suspensão no momento epidemiológico atual, com a propagação da Ômicron e H3N2, visa garantir a segurança dos servidores, dos privados de liberdade e seus familiares, segundo a pasta.

Seap registra 103 casos confirmados de Covid-19

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), por meio das equipes de saúde do Sistema Prisional do Rio Grande do Norte, confirmou 103 casos de covid-19 entre os internos de nove unidades prisionais até o sábado (22). O número de casos suspeitos é ainda maior, uma vez que os presos das celas onde foram detectadas as infecções foram isolados para observação. Neste domingo (23), a Seap também  suspendeu as visitas presenciais na Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó, o décimo estabelecimento a adotar o isolamento.

A maioria dos internos, segundo dados recebidos pela equipes de saúde, apresentam tosse, dores pelo corpo, dor de cabeça e garganta irritada,  mas não relataram perda de olfato ou paladar. Alguns reclamaram de leve cansaço. O quadro de saúde em geral é estável. A Seap determinou que os presos enfermos recebam alimentação dobrada.

Os privados de liberdade estão em celas isoladas das demais para evitar a disseminação da doença. A suspensão no momento epidemiológico atual com a propagação da Ômicron e H3N2, visa garantir a segurança dos servidores, dos privados de liberdade e seus familiares.

A suspensão das visitas socais atinge a Penitenciária Estadual de Alcaçuz e Penitenciária Rogério Coutinho Madruga, ambas em Nísia Floresta,  Central de Recebimento e Triagem de Parnamirim, Cadeia Pública de Ceará-Mirim, Cadeia Pública de Caraúbas, Penitenciária Agrícola Mário Negócio, em Mossoró, Penitenciária João Chaves Masculino, em Natal, Centro de Detenção Provisória Feminina de Parnamirim, Cadeia Pública de Nova Cruz e Penitenciária do Seridó, em Caicó. Esta última, está isolada pelo fato dos leitos de UTI do município atingir os 90% da capacidade. As direções das unidades foram orientadas a manter contato com os familiares dos internos doentes para atualizar a situação de saúde  do privado de liberdade.

A evolução da pandemia do novo coronavírus no Sistema Prisional é acompanhada diariamente pelo Comitê de Crise da Covid da Seap. Atualmente, 30  policiais penais  testaram positivo e foram afastados do trabalho.

A Seap, atendendo Portaria Conjunta Nº 01/2022 – Sesap/Sead, publicada no Diário Oficial do Estado, determinou a apresentação do passaporte vacinal obrigatório para adentrar nas unidades prisionais e demais prédios da Administração Penitenciária.

 

 

 

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.