BUSCAR
BUSCAR
Violência
Mulher liga para a PM e finge pedir pizza para denunciar violência doméstica; OUÇA ÁUDIO
Caso foi registrado em Andradina. Segundo a PM, mulher alegou que companheiro a ameaçou de morte; homem fugiu ao ver a viatura e não foi encontrado
Metrópoles
28/05/2021 | 19:48

Uma mulher, de 54 anos, moradora de Andradina, a 630 km de São Paulo, ligou para a Polícia Militar na noite de quinta-feira (27/5) e pediu uma pizza. O PM que atendeu ao chamado no Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), em Araçatuba (SP), pensou, inicialmente, que se tratava de um engano.

Ao longo da conversa, no entanto, o soldado Cássio Júnior dos Santos entendeu que era um pedido de socorro e pediu o deslocamento de uma equipe para averiguar o possível caso de violência doméstica (escute a conversa abaixo).

Segundo o boletim de ocorrência, ao qual a reportagem do UOL teve acesso, a vítima disse sofrer agressões físicas e psicológicas do marido. O homem, de 57 anos, fugiu ao ouvir a chegada da polícia e está foragido.

De acordo com ela, o marido passou mais de 20 anos preso e, desde que retornou para casa, fazia ameaças verbais. A vítima também diz ter sofrido ameaças de morte.

Ao chegar no local, os oficiais da corporação confirmaram que a moto tem registro de furto e foi recolhida.

Os casos serão investigados separadamente. A acusação de violência doméstica ficará a encargo da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Andradina, e o crime de furto, com a Polícia Civil.

 

Ligação transcrita:

Policial Militar: Polícia Militar. Emergência.

Mulher: Boa noite.

PM: O que tá havendo aí?

M: Tem como vocês me entregar uma pizza, fazendo favor?

PM: A senhora está ligando na Polícia Militar.

M: Eu sei. Andradina.

PM: Qual é o seu nome?

(Silêncio)

PM: Tem alguém armado aí?

M: Mais ou menos.

PM: Faca?

M: Metade de uma pizza de…

PM: Que bairro que é aí?

M: Jardim Europa.

PM: Você precisa de socorro médico ou não?

M: Não. Me traz uma pizza de pepperoni que tá ótimo.

PM: Ok, foi cadastrada a ocorrência, tá bom?

M: Tá bom, obrigada.

PM: Por nada, disponha.

À PM, a mulher contou que tudo começou depois que o homem apareceu em casa com uma motocicleta e ela ter suspeitado de roubo.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.