BUSCAR
BUSCAR
Inusitado
Mulher faz tanta força no parto que olho “pula para fora”: entenda
Uma moradora dos Estados Unidos relatou que seu olho saiu da órbita durante seu parto, especialista diz que caso é raro
Metrópoles
15/03/2022 | 17:00

A estadunidense Bethany Collins relatou uma experiência curiosa em sua conta no TikTok. Em um vídeo que viralizou na rede, ela conta que seu olho esquerdo “pulou para fora” devido à força excessiva que ela fez durante o parto de sua filha. O caso, é claro, bombou no aplicativo e outras mulheres relataram problemas semelhantes.

Além de Bethany, uma outra usuária da rede social disse que passou por algo parecido quando deu à luz. De acordo com ela, a força excessiva fez seus olhos sangrarem. No caso da estadunidense de 23 anos, seus olhos voltaram ao normal em pouco menos de 2 meses e sem qualquer sequela à sua visão.

Para entender porque isso acontece, o Metrópoles conversou com Stefânia Barbosa Diniz, médica oftalmologista especialista em cirurgia de órbita do CBV Hospital de Olhos, que afirmou que a exoftalmia orbitária espontânea – nome dado ao incidente ocorrido com Bethany – é considerado extremamente raro.

“No caso relatado, o que houve foi um sangramento espontâneo dentro da órbita, mais especificamente atrás do olho, empurrando-o pra frente”, analisou.

De acordo com a especialista, esse tipo de trauma pode estar associado à má formações vasculares, aumento da pressão venosa e hipertensão arterial sistêmica. “Sendo assim, tudo o que cause o aumento da pressão abdominal pode desencadear tais sangramentos”, explica.

Outras situações que o mesmo pode acontecer incluem “levantar muito peso na academia, constipação intestinal em que a pessoa faça uma força maior para evacuar, vômitos e atividade física intensa”, alerta.

A médica explica que o sangramento costuma ser reabsorvido e, na maioria dos casos, o olho volta ao normal espontaneamente, sem deixar sequelas. “Entretanto, este sangramento pode ameaçar a visão. Devido ao potencial de perda visual grave, o diagnóstico rápido e o manejo dessa condição são essenciais”, salienta.

Cuidados

Na concepção de Matheus Beleza, ginecologista da Maternidade Brasilia Dasa, o mesmo pode pode acontecer com alguns vasos do corpo a depender do nível de força, da intensidade e do tempo prolongado sem intervalo em que a paciente faz força.

“O que a gente orienta é para que a força seja feita de maneira instintiva e que a gente, enquanto equipe, não fique estimulando de maneira excessiva, porque pode causar algumas lesões”, alerta. Matheus afirma que as principais áreas a serem afetadas são a pele e os tecidos moles – como ao redor do olho e próximo da boca.

“A paciente ainda pode desenvolver um edema vulvar, em que a vulva fica muito inchada devido à essa força excessiva e não dá um intervalo para que a circulação volte ao normal entre as contrações”, afirma.

O médico ainda ressalta que os cuidados com o pré-natal são essenciais para evitar lesões e indica para que durante o trabalho de parto a grávida tente se movimentar e só faça força excessiva no momento adequado – o que ele indica ser próximo ao período final do parto.

Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.