BUSCAR
BUSCAR
Justiça
MP-RJ denúncia 11 pessoas no caso do incêndio no Ninho do Urubu
Denúncia foi por incêndio culposo qualificado com resultado de morte e lesão grave.Os denunciados são dirigentes do Flamengo e representantes de empresas que prestaram serviço para o clube na época do incêndio
G1 Rio
15/01/2021 | 17:13

O Ministério Público do Rio denunciou à Justiça nesta sexta-feira (15) 11 pessoas por incêndio culposo qualificado com resultado de morte e lesão grave no caso do incêndio do Ninho do Urubu, na Zona Oeste do Rio, ocorrido em fevereiro de 2019.

Os denunciados são dirigentes do Flamengo e representantes de empresas que prestaram serviço para o clube na época do incêndio.

O incêndio no Centro de Treinamento do Clube de Regatas do Flamengo (CRF), conhecido como “Ninho do Urubu”, provocou a morte de dez adolescentes e graves lesões em outros três.

Eduardo Carvalho Bandeira de Mello, ex-presidente do clube, foi um dos denunciados.

Segundo os promotores, foi ele quem assinou todos os contratos de compra dos contêineres que pegaram fogo. Em 2014, Bandeira de Mello chegou a ser notificado pelo Ministério Público e pelo Ministério Público do Trabalho pra regularizar a situação considerada precária pelas autoridades.

De acordo com o MP, Bandeira de Mello optou por não cumprir as determinações de adequação do espaço, como o sistema de prevenção de incêndio devidamente certificado pelo Corpo de Bombeiros. Os promotores dizem que Bandeira tinha ciência do estado de clandestinidade dos contêineres.

O monitor dos atletas de base – marcus vinicius medeiros – também foi denunciado.

Segundo o mp, de forma negligente e imprudente ele descumpriu a função de estar com os jogadores durante a noite, o que impediu a identificação do início do incêndio, o alastramento das chamas, a fuga e o rápido socorro as vítimas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.