BUSCAR
BUSCAR
Operação Matheus 7:15
MP pede anulação dos votos de vereador de Parnamirim
Vereador é investigado por suposto abuso dos poderes político e econômico, além de compra de votos
Redação
19/11/2020 | 06:08

O Ministério Público pediu à Justiça Eleitoral que casse o registro da candidatura à reeleição do vereador de Parnamirim Pastor Alex (Solidariedade), e o torne inelegível pelos próximos oito anos.

O vereador é investigado por suposto abuso dos poderes político e econômico, além de compra de votos. Uma operação deflagrada na última segunda-feira 9 pelo Ministério Público, batizada de “Matheus 7:15”, apreendeu R$ 70 mil em espécie após cumprir 13 mandados de busca e apreensão em endereços em Parnamirim. O caso estava em sigilo até esta terça 17.

Os endereços incluíam a residência do vereador, onde foram apreendidos R$ 44.876,00, e o comitê de campanha pela sua reeleição, onde foram apreendidos R$ 25.512,00, e uma máquina de contar de dinheiro. As quantias estavam dispostas em cédulas de no máximo R$ 50.

O candidato não foi reeleito, mas está na lista de suplentes. Ele recebeu 934 votos. Se a candidatura for cassada, ele perderá a suplência, assim como haverá a nulidade dos votos efetivados a ele, o que implicará em nova totalização dos votos em Parnamirim.

A recontagem, contudo, não mudaria a lista dos eleitos para a Câmara Municipal de Parnamirim.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.