BUSCAR
BUSCAR
Polícia

Moraes suspende lei municipal que proibia linguagem neutra nas escolas

Norma previa responsabilizações civis e penais
Agência Brasil
20/05/2024 | 18:42

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta segunda-feira 20 a lei da cidade de Ibirité (MG) que proibia o ensino de linguagem neutra nas escolas públicas e privadas do município. A norma também impedia o uso da linguagem pelos agentes públicos da cidade.

Na decisão, Moraes entendeu que municípios não podem legislar sobre normas educacionais, conteúdos curriculares e metodologias de ensino. Para o ministro, somente o Congresso Nacional pode tratar da matéria.

Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) / Foto: Agência Brasil
Ministro do STF Alexandre de Moraes / Foto: reprodução

“A proibição de divulgação de conteúdos na atividade de ensino em estabelecimentos educacionais, nos moldes efetivados pela lei municipal impugnada, implica ingerência explícita do Poder Legislativo municipal no currículo pedagógico ministrado por instituições de ensino vinculadas ao Sistema Nacional de Educação e, consequentemente, submetidas à disciplina da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional”, argumentou. 

A proibição do ensino de linguagem neutra em Ibirité foi questionada no Supremo pela Aliança Nacional LGBTI+ e pela Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas (Abrafh). As entidades alegaram que a lei municipal impõe censura e compromete o direito fundamental de ensinar e ler.

A lei aprovada pelo Legislativo de Ibirité proibia o uso de linguagem neutra ou qualquer outra que “descaracterize a norma culta da Língua Portuguesa” nas escolas, repartições e documentos públicos. A norma previa punições administrativas, além de responsabilizações civis e penais.

Mega-sena não tem ganhadores e prêmio vai a R$ 47 milhões
Dezenas sorteadas foram 11 - 17 - 24 - 26 - 35 - 43
13/06/2024 às 21:48
FAB revoga documento que proibia militares da reserva de se posicionar politicamente
Nova instrução foi editada; texto disciplina a atuação dos integrantes da instituição no período eleitoral
13/06/2024 às 20:27
Saúde reajusta bolsa do Mais Médicos em 8,4%
Ajuda de custo dos profissionais também terá aumento
13/06/2024 às 16:14
Pai é preso após ser flagrado ao abusar sexualmente de filha na UTI
A polícia civil de São Bernardo do Campo (SP) pediu a prisão preventiva do suspeita
13/06/2024 às 14:36
Bruno Mars fará show para arrecadar fundos para o Rio Grande do Sul
Ingressos serão sorteados entre pessoas que fizerem doações para a Ação da Cidadania
13/06/2024 às 14:13
Cadastro de condenados por violência contra mulher vai ao Senado
Texto foi aprovado em votação simbólica na Câmara dos Deputados
13/06/2024 às 12:05
Estudantes têm até esta sexta-feira para se inscrever no Enem
Inscrições devem ser feitas na Página do Participante
13/06/2024 às 09:20
Câmara aprova projeto que torna crime hediondo ataque a escolas
Pela proposta, o condenado não terá direito a fiança, anistia, liberdade provisória e a progressão de regime será mais lenta
12/06/2024 às 21:49
CCJ aprova incluir na Constituição criminalização do porte de drogas
PEC foi aprovada na Câmara por 47 votos favoráveis e 17 contrários
12/06/2024 às 16:14
Taxação de importação até US$ 50 e Projeto Mover vão à sanção
PL 914/24 foi aprovado na Câmara por 380 votos contra 26
12/06/2024 às 11:30
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.