BUSCAR
BUSCAR
Política

Moraes nega recurso de Bolsonaro contra inelegibilidade

Ex-presidente foi condenado pelo TSE por abuso político e econômico
Agência Brasil
27/05/2024 | 07:52

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, negou recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro para que o Supremo Tribunal Federal (STF) analise a decisão da Corte Eleitoral que o tornou inelegível. 

Ao negar, Moraes argumentou que o recurso não atende aos requisitos previstos em lei. 

Ministro Alexandre de Moraes / Foto: Carlos Moura - STF
Ministro Alexandre de Moraes / Foto: Carlos Moura - STF

“Dessa forma, a controvérsia foi decidida com base nas peculiaridades do caso concreto, de modo que alterar a conclusão do acórdão recorrido pressupõe revolvimento do conjunto fático-probatório dos autos, providência que se revela incompatível com o Recurso Extraordinário”, diz a decisão de sexta-feira 24, mas publicada neste domingo 26. 

Entenda o caso

Moraes negou o recurso extraordinário referente à condenação, em outubro de 2023, de Bolsonaro e de seu vice na chapa, Walter Braga Netto, por abuso político e econômico nas comemorações do Bicentenário da Independência, em Brasília e no Rio de Janeiro, para promover a candidatura. 

Na ocasião, o TSE determinou a inelegibilidade de ambos por oito anos, contados a partir do pleito de 2022.

Foi a segunda condenação de Bolsonaro à inelegibilidade por oito anos. Contudo, o prazo de oito anos continua valendo em função da primeira condenação e não será contado duas vezes. O ex-presidente está impedido de participar das eleições até 2030.

Na primeira condenação, o ex-presidente foi condenado também pelo TSE por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação pela reunião realizada com embaixadores, em julho de 2022, no Palácio da Alvorada, para atacar o sistema eletrônico de votação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
STJ anula provas contra dois investigados pela Lava Jato
Evidências foram anuladas por serem baseadas em sistema da Odebrecht
13/06/2024 às 19:55
Câmara homenageia empresas e instituições que contribuem para o crescimento de Natal
Proposição da sessão solene foi do presidente da casa, vereador Eriko Jácome
13/06/2024 às 10:41
Câmara aprova urgência de projeto que equipara aborto a homicídio
O projeto será votado diretamente no plenário da Casa sem passar por análise de comissões relacionadas ao tema do projeto
13/06/2024 às 07:42
Pré-candidata a vereadora de Natal, Anne Lagartixa ganha destaque nas redes sociais
Filha do policial militar reformado Wendel Lagartixa, Anne publica vídeos na internet sobre a situação do pai e problemas da cidade
13/06/2024 às 07:35
MDB sugere três nomes para a vice de Natália Bonavides e descarta Ana Paula
Júlio Protásio afirma que informações publicadas em blogs foram “plantadas pela assessoria de Paulinho Freire” com o objetivo de “causar confusão interna no MDB”
13/06/2024 às 07:26
Conselho de Ética arquiva processo contra deputado Glauber Braga
Representação por quebra de decoro foi apresentada pelo PL
12/06/2024 às 21:27
Leilão do arroz: CGU abre investigação para apurar suspeitas em importação
Investigação foi aberta após pedido da Conab; após apurações, governo quer realizar novo leilão
12/06/2024 às 21:20
Gilmar: “Disse para Moro que ele e Dallagnol roubavam galinhas juntos”; veja
Ex-juiz da Lava Jato e atual senador virou réu no STF por suposta calúnia ao decano da Corte
12/06/2024 às 19:41
Ministro do Turismo sai em defesa de Juscelino Filho, indiciado por corrupção
Celso Sabino comparou o caso do ministro das Comunicações com o de outras pessoas, sem citar nome ou partido
12/06/2024 às 18:31
Margem equatorial: “perdemos 10 anos”, lamenta presidente da Petrobras
Estatal prepara apresentação para convencer área ambiental do governo
12/06/2024 às 18:18
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.