BUSCAR
BUSCAR
Internacional
Míssil que fatia o alvo pode ter sido usado pelos EUA para matar o sucessor de Osama bin Laden
Dois mísseis que são poucos conhecidos mataram Ayman
Redação
03/08/2022 | 12:26

Ayman al-Zawahiri, que era o sucessor de Osama bin Laden e líder da Al-Qaeda, foi morto durante uma operação militar realizada pelos Estados Unidos, no último sábado, 30. Dois mísseis que são poucos conhecidos mataram Ayman. Um drone “disparou” os artefatos, causando poucos danos colaterais.

Isso pode significar que os EUA, responsáveis pela operação, possuem armas que não foram apresentadas ao público totalmente. Esse tipo de armamento é usado, especificamente, em situações que não está acontecendo combate.

Ayman foi morto pelos mísseis enquanto ele estava na varanda da sua casa, localizada em Cabul, no Afeganestão, de acordo com dirigentes do governo dos Estados Unidos. Foi confirmado por um funcionário de alto escalão do governo que um drone disparou os dois mísseis “Hellfire”. Nenhuma outra pessoa morreu ou ficou ferida no ataque, segundo autoridades dos EUA.

O ataque foi comandado pela CIA, que ainda não se pronunciou sobre a operação. A Lockhead é responsável por produzir os mísseis “Hellfire”, que são munições guiadas, onde, os ataques são feitos do ar para a terra.

Com informações, G1.

NOTÍCIAS RELACIONADAS
Sede: Rua dos Caicós, 2305-D, Nossa Sra. de Nazaré. Natal/RN | CEP: 59060-700
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - [email protected]
Comercial: (84) 98117-1718 - [email protected]
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.