BUSCAR
BUSCAR
Economia
Mercado de bitcoin retoma patamar de US$ 1 trilhão
Após ganhos do bitcoin em 2023, investidores retornaram em massa nas últimas semanas
CNN Brasil
20/02/2024 | 13:12

O Bitcoin está de volta ao patamar de US$ 1 trilhão. O valor da criptomoeda mais do que triplicou, para US$ 52.000, desde novembro de 2022.

Aquele ano foi marcado pelo colapso da exchange de criptomoedas FTX, que desencadeou crises de liquidez em várias empresas menores de criptoativos.

Após os ganhos do bitcoin em 2023, os investidores retornaram em massa nas últimas semanas, elevando a capitalização de mercado do ativo acima de US$ 1 trilhão pela primeira vez desde seu apogeu em 2021, com base em dados da CoinMarketCap.

Em contraste com as moedas tradicionais, a oferta de bitcoin é limitada e deverá atingir o pico em 2140, de acordo com o site de monitoramento de preços de criptomoedas.

Os fluxos de dinheiro para o bitcoin foram impulsionados pelo recente lançamento de fundos negociados em bolsa que investem diretamente na criptomoeda e que tornaram mais fácil para os investidores de varejo colocarem dinheiro no ativo.

O valor do bitcoin aumentou quase 13% desde 10 de janeiro, quando os reguladores dos Estados Unidos deram luz verde às empresas de investimento que desejavam oferecer tais fundos.

O Bitcoin permanece longe de sua máxima histórica de US$ 69.000, alcançada em novembro de 2021, mas os participantes da indústria que conversaram recentemente com a CNN esperam que ele continue subindo este ano e que esse pico possa ser superado.

Parte do otimismo se deve à próxima “redução pela metade” do bitcoin – uma característica de seu design que reduz automaticamente pela metade a taxa de entrada de novas moedas em circulação, um evento que ocorre aproximadamente a cada quatro anos.

“Cada redução pela metade resultou historicamente em algum tipo de ação de alta nos preços”, disse Gareth Rhodes, ex-vice-superintendente do Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York, na semana passada.

A recente ascensão do Bitcoin, no entanto, não terá mudado uma verdade inconveniente para os investidores: o ativo é arriscado, sujeito a grandes oscilações de valor e ainda está sob o microscópio dos reguladores.

Em janeiro, antes de aprovar fundos negociados em bolsa de bitcoin, Gary Gensler, presidente da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, disse no X : “Várias plataformas importantes e ativos criptográficos tornaram-se insolventes e/ou perderam valor. Os investimentos em ativos criptográficos continuam sujeitos a riscos significativos.”

Mega-Sena acumula pela sétima vez e prêmio chega a R$ 66 milhões
Com acumulo, o prêmio da faixa principal para o próximo sorteio, na terça-feira 16, está estimado em R$ 66 milhões
14/04/2024 às 14:18
Bancos promovem mutirão de negociação financeira até esta segunda; confira
Entre as dívidas alvo do mutirão, estão aquelas relacionadas a cartão de crédito, cheque especial, empréstimo pessoal e demais modalidades de crédito contratadas em bancos e financeiras.
14/04/2024 às 14:12
Investidores na Bolsa de Valores crescem 700%, apontando democratização
Especialista destaca impacto pós-pandemia e papel da internet na transformação do mercado financeiro
13/04/2024 às 17:27
MD alcança R$ 347 milhões em lançamentos e R$ 372 milhões em vendas no 1º trimestre de 2024
Incorporadora com mais de quatro décadas de atuação no Nordeste, a Moura Dubeux apresenta crescimento expressivo no mercado imobiliário
12/04/2024 às 19:06
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.