BUSCAR
BUSCAR
Polêmica
Mãe de Paulo Gustavo se indigna com quem recusa uso de máscaras: ‘Assassino’
Bolsonaro afirmou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve publicar um parecer para desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que já foram vacinados
Notícias da TV
11/06/2021 | 14:17

Déa Lúcia, mãe de Paulo Gustavo (1978-2021), publicou no Instagram, na manhã desta sexta-feira 11, uma mensagem da internauta Deisy Ventura criticando a desobrigação do uso de máscaras em meio à pandemia do coronavírus. Segundo ela, ambas compartilham da mesma opinião e acham que quem tomar esta atitude é um “assassino”.

“Um aviso: quem disser a você para deixar de usar máscara durante pandemia descontrolada é um assassino. Saia de perto, corte relações. Não presta”, dizia a postagem da seguidora. Déa, por sua vez, disse que “assina embaixo” e aconselhou os seguidores: “Usem máscara, amigos”.

Na última quinta-feira 10, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve publicar um parecer para desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que já foram vacinados ou contraíram a Covid-19 e se recuperaram.

Vale destacar, contudo, que a medida contraria todas as recomendações de autoridades sanitárias do mundo. Isso porque o uso de máscaras é recomendado até depois de tomar as duas doses da vacina. A imunização diminui as chances de desenvolver a forma grave da doença, mas não impede a transmissão do coronavírus.

O ideal é utilizar o acessório em locais públicos e optar pelas máscaras PFF2/N95, que oferecem mais proteção.

Paulo Gustavo

O humorista morreu em 4 de maio de 2021, aos 42 anos, vítima de complicações causadas pela Covid-19. Ele ficou internado 53 dias, sendo a maior parte do tempo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em hospital na zona sul do Rio de Janeiro.

Em estado grave, o comediante precisou fazer terapia por oxigenação por membrana extracorpórea (Ecmo) com o objetivo de permitir uma melhor recuperação da função pulmonar. Além disso, foi preciso retirar fístulas bronco-pleurais detectadas.

Entretanto, no fim do mês de abril, o artista teve uma pneumonia bacteriana e, após apresentar uma melhora repentina, teve mais complicações que ocasionaram lesões cerebrais no dia 2 de maio. O caso se tornou irreversível, e Paulo Gustavo morreu dois dias depois.

Sede: Av. Hermes da Fonseca, 384 – Petropolis – Natal – RN – Cep. 59020-000
Telefone: (84) 3027-1690 / 3027-4415
Redação: (84) 98117-5384 - redacao@agorarn.com.br
Comercial: (84) 98117-1718 - publica@agorarn.com.br
Copyright Grupo Agora RN. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia.